Doenças parasitárias em pets: cuidados importantes no verão

Veterinária explica por que doenças parasitárias em pets são mais comuns no verão, quais são elas e como prevenir e tratar

26 fev 2024 - 15h54
(atualizado às 16h42)

O verão é o momento perfeito para cães e gatos saírem por aí para brincar, farejar e conhecer novos ambientes ao ar livre. Afinal, os tão amados passeios ficam muito mais frequentes quando o vento e as chuvas dão uma sumida por um tempo, não é mesmo? Todavia, o calor também facilita o aparecimento de doenças parasitárias em pets, então o cuidado com elas é essencial.

Descubra como prevenir as doenças parasitárias em pets
Descubra como prevenir as doenças parasitárias em pets
Foto: 1 / Alto Astral

Enfermidades como a erlichiose, a babesiose e a anaplasmose afetam muito os pets e têm bem mais casos durante a estação mais quente do ano. Isso porque, segundo a médica-veterinária Viviane Tamos, da Petlove, as temperaturas mais elevadas aceleram o ciclo de vida dos parasitas e a reprodução dos insetos vetores.

Publicidade

Para proteger os cães e gatos, é preciso conhecer essas doenças e suas medidas de prevenção. Confira a seguir:

Principais parasitas em cães e gatos

São várias as doenças parasitárias que podem prejudicar os pets, especialmente em períodos de calor. Elas trazem uma série de sintomas, incluindo coceira intensa na pele, perda de pelos, problemas gastrointestinais como vômitos e diarreia, fraqueza e febre.

"Os riscos de doenças do gênero incluem anemia, devido às pulgas e carrapatos; problemas gastrointestinais, problemas cardíacos (na dirofilariose), danos aos órgãos internos e até mesmo o óbito em casos graves", alerta Viviane.

Mas quais são os parasitas que causam essas doenças? No caso dos cães, os principais são:

Publicidade
  • Pulgas: a velha conhecida dos tutores pode trazer graves inflamações na pele e até anemia. Com um desenvolvimento rápido, o cão pode acabar cheio desses parasitas rapidamente.
  • Carrapatos: também muito famosos e de rápida reprodução, os carrapatos sugam o sangue dos pets e os deixam com doenças como a erliquiose e a babesiose
  • Giárdia: se aloja no intestino do cachorro e causa a giardíase, que tem como sintomas diarreia, vômito, apatia e perda de peso
  • Vermes: vermes podem estar presentes no sistema digestório de diversos seres vivos, inclusive dos cães. O bichinho pode sofrer com diarreia, vômito, apatia e perda de peso por conta desses parasitas

Já quando o assunto são os gatos, os parasitas mais comuns são:

  • Pulgas: as pulgas também incomodam os gatinhos, podendo causar coceiras, alergias, anemia e outras doenças
  • Ácaros: coceira, feridas, otite e perda de audição são alguns dos problemas dos ácaros para os felinos. Vale lembrar que existem diferentes tipos de ácaro, mas um dos mais comuns é o Otodectes cynotis, responsável pela famosa sarna de ouvido
  • Vermes redondos e chatos: os vermes redondos são parasitas intestinais que trazem o perigo de obstrução intestinal, desnutrição e problemas digestivos. Os vermes chatos, por sua vez, ficam no sistema digestório e são os causadores de diversos problemas intestinais

Prevenção e tratamento

Viviane afirma que a prevenção é essencial, recomendando medidas como vermifugação, controle de vetores e higiene adequada. Em caso de infestação, é necessário ainda utilizar produtos apropriados, indicados por especialistas, até resolver completamente o problema.

Além disso, a profissional ressalta a importância de manter as consultas e orientações de médicos-veterinários em dia. Já o tratamento para as doenças parasitárias em pets, de acordo com ela, costuma envolver o uso de medicamentos antiparasitários específicos e, em casos mais graves, intervenções médicas.

Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações