PUBLICIDADE

Trem das Nuvens é uma das viagens mais altas do mundo

O ponto mais alto fica a 4.220 metros de altitude [...]

24 fev 2024 - 07h13
Compartilhar
Exibir comentários

Bem longe dos destinos turísticos mais populares da Argentina, o noroeste desse país vizinho ao Brasil segue em outro ritmo. E a mais de 4 mil metros de altitude.

Inaugurada em 1948, como via de transporte de minerais entre o Chile e a Argentina, a ferrovia General Belgrano é cenário da famosa viagem ferroviária no Tren a las Nubes, serviço turístico, em funcionamento desde 1972.

Foto: Ministerio de Turismo y Deportes de Argentina / Viagem em Pauta

Esse passeio na Província de Salta tem como destaque o Viaducto La Polvorilla, uma ponte de aço com mais de 220 metros de extensão e a 63 metros de altura, no ponto mais alto alcançado pelo trem, a 4.220 metros sobre o nível do mar e sobre a icônica RN 40.

Com 5.224 km de extensão, a Ruta Nacional 40 é a maior rodovia da Argentina e leva a destinos como Salta, Bariloche e El Calafate.

Com partidas, originalmente, da cidade de Salta, o vertiginoso roteiro ferroviário, em meio à cordilheira dos Andes, oferece dois roteiros diferentes, que combinam trem e ônibus ou apenas o trecho ferroviário.

TREM DAS NUVENS

ônibus - trem - ônibus

De Salta, o passageiro segue de ônibus pela Ruta Nacional 51 até o povoado de El Alfarcito, onde é servido um café da manhã rural.

Dali, a viagem rodoviária segue pela Quebrada de las Cuevas até San Antonio de los Cobres, cidade a 167 quilômetros de Salta, a 3.776 metros acima do nível do mar. É ali que é feito o embarque no Tren a las Nubes, a 1h do Viaducto la Polvorilla, onde começa a viagem de retorno a San Antonio de los Cobres.

A viagem de volta até Salta inclui também uma parada em Santa Rosa de Tastil, um daqueles povoados minúsculos, na Quebrada del Toro, onde dá para visitar o museu local com peças do sitio arqueológico de Tastil, um dos maiores da Argentina.

Santa Rosa de Tastil
Santa Rosa de Tastil
Foto: Wikimedia Commons / Viagem em Pauta

Apenas trem

Outra opção é começar a viagem na estação de trens de San Antonio de los Cobres (traslado não incluso), onde o passageiro realiza o roteiro anterior de uma hora até o La Polvorilla, por essa que é considerada uma das mais imponentes obras da engenharia do século passado.

O passeio está programado para terminar às 17:40, em Santa Rosa de Tastil, de onde o turista segue por conta própria até a capital Salta.

Seja qual for o serviço contratado, lembre-se que essa é uma viagem por altas altitudes, o que significa ter mudanças bruscas de temperatura, imprevistos ao longo do trajeto e o temido "mal de altura".

Para evitar essa doença causada pela falta de oxigênio a grandes altitudes, procure chegar dias antes para aclimatação. No dia anterior ao passeio de trem, evite fazer muito esforço físico, não beba álcool e coma comida mais leve.

Para viajar no Tren a las Nubes, leve óculos escuros, protetor solar e uma jaqueta corta-vento.

Foto: Reprodução/Tren a las Nubes / Viagem em Pauta

SAIBA MAIS

Tren a las Nubes

Ambos roteiros têm saídas programadas às terças, quintas e sábados, às 7h (ônibus - trem - ônibus) e às 12:00 (só trem) e custa a partir de US$ 68 (R$ 307, aproximadamente).

Viagem em Pauta
Compartilhar
Publicidade
Publicidade