Marselha: conheça encantos da cidade mais antiga da França

A terra onde nasceu o ex-jogador Zinedine Zidane, novo treinador do Real Madri, é rica em história e belezas naturais

22 jan 2016
08h00

Costa de 57 quilômetros, com um dos portos mais belos do mundo. Trezentos dias de sol por ano. Edifícios de arquitetura inovadora. Hotelaria e gastronomia excelentes. E 2.600 anos de herança histórica. Esta é Marselha, a segunda maior – e a mais antiga – cidade da França. Localizada a 776 quilômetros da capital, ela surgiu em 600 a.C., por obra dos gregos.

Quem já conhece a terra onde nasceu o ex-jogador Zinedine Zidane, novo treinador do time espanhol Real Madri, mas não a visita faz tempo, vai se surpreender. Nos últimos dez anos, foram investidos 660 milhões de euros exclusivamente para tornar Marselha ainda mais atraente. Neste período, dez novos centros culturais foram abertos no município de 850 mil habitantes, que recebe, em média, cinco milhões de visitantes por ano – muitos deles, turistas de cruzeiros.

Confira as principais atrações de uma das cidades mais charmosas do velho continente.

Parque Nacional de Calanques - Criado em 2012, tem 5.000 hectares de área. Além de caminhadas, é possível praticar mergulho. Fica próximo das famosas calanques, as formações litorâneas características da região, que se espalham por 20 quilômetros da costa.

Castelo de If - Conhecido mundialmente por ser citado como o local onde o Conde de Monte Cristo ficou preso no romance de Alexandre Dumas, está instalado na ilha If, parte do arquipélago de Frioul – formado por quatro ilhas que parecem voltadas em direção à costa, o lugar é uma atração à parte.

Palácio do Pharo - Construído a mando de Napoleão III, que queria uma residência localizada sobre a água, é cercado por jardins.

Castelo Borély - Faz parte de um complexo que inclui um parque de 17 hectares, com um lago, um jardim de rosas e um jardim botânico. É um dos locais mais frequentados pelos moradores de Marselha.
Basílica Notre-Dame de la Garde - Fica 154 metros acima do mar, no ponto mais alto da cidade – e com uma vista esplendorosa. Os mosaicos foram restaurados em 2007. Desde 2013, também abriga um museu.
Abadia Saint-Victor - Fundada no século 5 no local onde teria sido enterrado o mártir marselhês São Victor, tem criptas centenárias, com grandes sarcófagos.

Catedral de la Major  tem cúpulas que homenageiam as antigas viagens para o Oriente distante
Catedral de la Major tem cúpulas que homenageiam as antigas viagens para o Oriente distante
Foto: Divulgação

Catedral de la Major -Resultado de 44 anos de obras, tem cúpulas que homenageiam as antigas viagens para o Oriente distante.

Porte d’Aix - O arco do triunfo da cidade fica na área norte, tem 17 metros de altura e foi restaurado recentemente.

Ecoparque Grimpozarbres - Dedicado a caminhadas e a escaladas para crianças, tem programação com gincanas especiais para diferentes faixas de idade.

Museu de História de Marselha - Vestígios do antigo porto, destruído no ano 49 a.C. depois de um cerco liderado por Júlio César, encontram-se no local. É uma das atrações da lista de 13 museus que o turista pode conhecer usando um passe único, válido por um ano. 

Museu de Artes Africanas, da Oceania e Amerídias – Também incluído no passe de museus, tem no seu acervo a coleção de arte africana de Pierre Guerre. Instalado na Vieille Charité, onde antes existia um asilo.

Museu de Arqueologia Mediterrânea - Tem a segunda maior coleção de objetos ligados ao Egito em toda a França – só perde para o Louvre. Também exibe artefatos da antiga Grécia e de Roma.

Museu Cantini – Possui a maior coleção de obras do século 20 disponível na França. 

Le Petit Nice Passédat - É o único restaurante de toda a região cujo chef, Gérald Passédat, recebeu três estrelas do renomado guia Michelan.

L’Epuisette – Assim como Chez Michel,  Une table au Sud e Le AM, o restaurante  L’Epuisette conquistou uma estrela no guia Michelan. 

Um dos destaques do porto velho é o Ombrière, estrutura de teto metálico que reflete os turistas e o próprio mar
Um dos destaques do porto velho é o Ombrière, estrutura de teto metálico que reflete os turistas e o próprio mar
Foto: Divulgação

Porto Velho - Ninguém deixa Marselha sem passar por esta área. O lugar combina uma enseada capaz de receber 3.500 barcos e um novo espaço de calçadão, resultado de uma extensa reforma no centro da cidade, realizada entre 2010 e 2013, pelos arquitetos Norman Foster e Michel Desvigne. Destaque para o Ombrière, uma estrutura de teto metálico que reflete as pessoas que caminham por lá, além do próprio mar.

Mercado de peixe - Fica no Porto Velho e é o local mais indicado para comprar os peixes que compõem o prato mais famoso da região, a bouillabaisse (ou caldeirada marselhesa).

Les Terrasses du Port - O shopping conta com 160 lojas e um terraço de 260 metros diante do mar.

La Cité Radieuse - Projetada pelo arquiteto Le Corbusier, a emblemática edificação, inaugurada em 1952, combina habitação com lojas, equipamentos esportivos e de educação.
Ópera Municipal de Marselha: Inaugurada em 1924, tem 1.800 lugares e uma vasta programação.

O Teatro Nacional de Marselha é uma das atrações mais tradicionais da cidade
O Teatro Nacional de Marselha é uma das atrações mais tradicionais da cidade
Foto: Divulgação

La Criée - O Teatro Nacional de Marselha é uma das atrações mais tradicionais da cidade. Suas duas salas comportam 800 e 250 espectadores.

– Arena de propriedade do time do Olympique de Marseille. Com mais de 60 mil lugares, também recebe visitantes nos dias em que não há partidas de futebol.

Fonte: Passo Avanti

compartilhe

publicidade