0

Fernando de Noronha é melhor destino para amantes de natureza

"O paraíso é aqui." Foram as primeiras palavras do explorador italiano Américo Vespúcio quando, em 1503, chegou nessa ilha onde os muitos verdes da vegetação parecem mais verde e os vários azuis, mais azuis. Financiado por Fernão de Noronha, um novo cristão comerciante de pau-brasil, ele realizava a segunda expedição exploratória à costa brasileira quando a principal nau de suas seis naufragou e Américo viu-se obrigado a levar toda a sua embarcação para um lugar seguro. Mal sabia ele que estava descobrindo um dos pontos mais bonitos do planeta, que viria se tornar o sonho de todo turista que busque relaxar mantendo um contato especial com a natureza.

» Veja fotos


» vc repórter: mande fotos e notícias
» Chat: tecle sobre a notícia

Com suas águas claras, Fernando de Noronha é um dos melhores lugares para a prática de mergulho no mundo: cair nas suas águas é algo que um mergulhador experimentado nunca irá esquecer. E se não souber mergulhar com equipamentos, nem estiver disposto a aprender aproveitando para fazer um curso no local, não precisa se preocupar: grande parte do arquipélago pode ser observada apenas com uma máscara e snorkel. Boas dicas são a piscina natural do Atalaia, o naufrágio do Porto de Santo Antônio, a laje do Boldró.

Caso seja mais experiente, o mergulhador deve procurar empresas especializadas que organizam excursões para lugares como Cabeço de Sapata, um paredão que chega a 42 m de profundidade, e o Naufrágio Coverta Ipiranga, o naufrágio mais inteiro do país, com 64 metros de profundidade. Há muitos tubarões, mas não é para se preocupar: os humanos barulhentos são pouca atração para estes bichos que, em tanta abundância, estão muito bem alimentados.

Já para quem preferir a cabeça por cima da superfície, a ilha oferece algumas das mais belas praias da costa brasileira. A Baía do Sancho é conhecida por suas areais claras e sua falésia, de onde se tem uma vista deslumbrante da ilha. Outra boa pedida é pequenina Baia do Porcos. Praticamente sem extensão de areia, ela é rodeada por pedras que formam piscinas naturais repletas de peixes coloridos.

A Cacimba do Padre, por sua vez, é uma das mais longas da ilha, e ainda possui como protagonista o Morro Dois Irmãos. Um local que merece destaque à parte é a Baía dos Golfinhos, que é um retiro para esses mamíferos, que descansam e acasalam em suas águas tranquilas. Lá, é proibido qualquer acesso marítimo, transformando essa área no maior aquário natural do mundo dessa espécie.

Saindo da costa, e indo terra a dentro, a ilha de Noronha oferece excelentes caminhadas. Por elas, pode-se chegar às principais praias como a Baía dos Golfinhos, como também conhecer um pouco da história da Ilha, que por muito tempo abrigou uma prisão e ainda deixa vestígios históricos como fortes e igrejas espalhadas pelo seu território.

Agência Andrés Bruzzone Comunicação

Fonte: Especial para Terra
publicidade