PUBLICIDADE

Vitrais transformam igreja de Brasília em céu estrelado

Compartilhar

A Catedral Metropolitana de Brasília todo mundo conhece, ao menos por fotos. Está ali, pertinho da Esplanada dos Ministérios, com sua forma circular e suas estruturas de concreto que apontam para o céu. Já o Santuário Dom Bosco - em homenagem ao padroeiro de Brasília, tão espetacular quanto a obra do arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer, às vezes é esquecido pelos turistas que visitam a capital federal.

» Veja fotos do Santuário Dom Bosco

Vitrais do Santuário Dom Bosco tem 12 tonalidades de azul
Vitrais do Santuário Dom Bosco tem 12 tonalidades de azul
Foto: Claudio Ruiz/Creative Commons / Reprodução

» Chat: tecle sobre a notícia

O Dom Bosco é uma obra de luz. Suas paredes são formadas por 80 colunas com mais de 15 m, que se unem no alto em arcos góticos. Entre as estruturas, estão 2,2 mil m² de vitrais. A maioria combina 12 tonalidades de azul com pontilhado branco. Do lado de dentro, a sensação é a de estar sob um céu estrelado. O arquiteto Cláudio Naves complementou a composição com colunas cor-de-rosa nos cantos.

Mesmo quando o sol se põe e não pode mais azular o interior do Santuário, a iluminação continua sendo o maior atrativo. No meio do teto, paira um imenso lustre projetado pelo arquiteto Alvimar Moreira. Os números espantam: são 7.400 pequenas peças de vidro Murano, totalizando 3 mil quilos, 3,5 metros de altura e 5 metros de diâmetro.

Tanta luz ajuda a destacar detalhes como o altar, um bloco maciço de mármore rosa que pesa 10 toneladas. Atrás dele, Cristo é crucificado em uma cruz de 8 metros, esculpida em um único tronco de cedro por Gotfredo Traller, artista da cidade catarinense de Treze Tílias.

Por todo o Santuário Dom Bosco, destacam-se também as obras de Gianfrancesco Cerri - são dele um quadro em bronze na pia batismal, a pintura em acrílico no sacrário e os relevos em cobre nas 12 portas do templo. Entalhados em mármore, eles contam o sonho de São João Belchior Bosco. Em 30 de agosto de 1883, o italiano Dom Bosco sonhou com uma viagem pela América do Sul. Exatamente entre os paralelos 15° e 20°, latitude sul, ele viu uma enseada bastante extensa que partia do ponto onde se formava um lago. Ouviu, então, uma voz: "Quando se escavarem essas minas escondidas em meio a esses montes, aparecerá aqui a terra prometida¿. Nesse lugar se construiu Brasília.

Santuário Dom Bosco: W3 Sul 702, Brasília. Site: www.santuariodombosco.org.br. Missas: de segunda a sábado, às 7h e às 18h; domingos às 8h, 11h, 18h e 19h30

Fonte: Especial para Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra