Saúde

Romantização da obesidade traz riscos altos para a saúde

8 jul 2024 - 18h13
Compartilhar

A obesidade é um problema de saúde pública que tem sido cada vez mais discutido em diversas esferas da sociedade. No entanto, existe uma tendência preocupante de romantização, especialmente nas redes sociais e na mídia, minimizando os graves riscos à saúde associados ao excesso de peso e criando uma narrativa que ignora evidências médicas e científicas.

Uma pesquisa da Universidade de Oxford revelou que a obesidade moderada pode reduzir a expectativa de vida em cerca de 3 anos, enquanto a obesidade severa pode encurtar a vida em até 10 anos. Esse quadro está associado a uma série de problemas de saúde, incluindo diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares, hipertensão e apneia do sono. 

De acordo com Thiago de Castro, hipnoterapeuta e neurolinguista que trabalha há mais de 13 anos ajudando pessoas a se livrarem do excesso de peso, tratar a condição como uma simples questão de aceitação pessoal, e não como um problema de saúde grave, pode levar à negligência desses riscos. 

“Culturalmente, há uma crescente resistência aos padrões tradicionais de beleza, que frequentemente promovem a magreza como ideal. Este movimento, embora importante para combater a discriminação e a vergonha corporal, pode promover a aceitação da obesidade como algo inofensivo”, alerta. 

Homework Homework
Publicidade
Seu Terra












Publicidade