Seu bebê baba demais? Saiba quando é normal e quando não é

Na grande maioria das vezes é normal os bebês babarem, mas a baba também pode indicar aftas, resfriados e dentes nascendo

13 out 2016
08h00

É comum ver algumas mães reclamarem da “fase das babas” de seus bebês, pois em alguns casos é preciso muito babador para limpar tanta água que sai da boquinha deles. Mas você sabe dizer quando essa baba é normal e quando ela pode indicar algum tipo de problema? Leia a matéria e descubra!

A partir dos dois anos de idade há um maior amadurecimento do sistema neurológico, bem como da postura corporal, fatores que fazem a baba diminuir
A partir dos dois anos de idade há um maior amadurecimento do sistema neurológico, bem como da postura corporal, fatores que fazem a baba diminuir
Foto: szefei / Shutterstock

Na verdade, na grande maioria das vezes é normal o bebê babar, “Os bebês babam porque há um aumento na quantidade de saliva devido ao desenvolvimento neurológico e oral da criança”, diz Andréia Fernandes Graziani, fonoaudióloga e doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da USP-Bauru.

Idade certa
Segundo a especialista, é mais comum o bebê babar a partir dos dois/três meses de idade até os 18 meses e a frequência e a intensidade tendem a reduzir até os dois anos de idade.

“Nessa fase, a criança não apresenta coordenação neuromuscular adequada para engolir a quantidade de saliva produzida, fazendo com que essa escorra para fora da boca”, explica Andréia.

A partir dos dois anos há um maior amadurecimento do sistema neurológico, bem como da postura corporal, fatores que fazem a baba diminuir. “A partir dessa idade, se a intensidade não reduzir é necessário buscar orientação com algum profissional como pediatra, otorrinolaringologista ou fonoaudiólogo”, diz a especialista.

Dentes
Há quem diga que o excesso de baba do bebê também pode estar ligado ao nascimento dos dentinhos. Em alguns casos, isso é verdade.

Para as mamães é relativamente fácil identificar esse período, pois a gengiva do bebê pode ficar inchada e é comum que ele sinta vontade de coçar a região colocando a mão ou objetos na boca o tempo todo. Alguns bebês ainda sem dor e apresentam febre e irritação. Nesses casos não há muito o que fazer em relação à baba, a não ser esperar essa fase passar.

Possíveis problemas
Se os dentinhos do seu filho não estão nascendo e você está realmente incomodada como excesso de baba dele, procure um médico e tire a dúvida. "Uma baba excessiva ou fora de época pode indicar a presença de aftas, resfriados, refluxo gastroesofágico, frênulo lingual curto ou amígdalas e adenoide aumentadas", diz Andréia.

No entanto, como é esperado que o bebê babe até os dois anos, esse excesso de água não costuma ser considerado um problema e por isso, não é indicado tratamento para o quadro. Apenas se for diagnosticado algum dos problemas citados acima, o profissional entrará com os cuidados necessários.

Fonte: Agência Beta Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.

compartilhe

publicidade
publicidade