0

Comoção! Mais de 3 mil vão a funeral de gata famosa no Japão

Tama ganhou fama por ajudar a resgatar uma linha de trem que estava prestes a falir numa área rural do país

30 jun 2015
10h35
  • separator
  • comentários

Em manifestação de luto geralmente reservada para estadistas ou ícones culturais, milhares de pessoas prestaram homenagens à gata Tama, neste domingo (28), que ficou famosa por se tornar a "chefe de estação" de uma linha ferroviária que estava falindo no Japão, informou o jornal The Guardian. 

Cerca de 3 mil pessoas vão a funeral da gata Tama no Japão
Cerca de 3 mil pessoas vão a funeral da gata Tama no Japão
Foto: Reuters

A estimativa é que cerca de 3 mil pessoas, incluindo oficiais da linha de trem, foram dar um último adeus à gatinha da raça Shinto, dias depois de ela morrer aos 16 anos, o equivalente a 80 anos humanos. 

Siga o Terra Estilo no Twitter 

Tama logo se tornou a gata mais famosa quando passou a frequentar a estação Kishi numa área rural do Japão. Assim, desde 2007 ela se tornou uma espécie de chefe da estação, usando inclusive uniforme e quepe. 

Em pouco tempo, os visitantes passaram a frequentar a estação para ver o boné da simpática e inusitada chefe da estação feito por encomenda para sua pequena cabeça. Com isso, Tama deu o impulso necessário à estação que estava prestes a fechar. 

A gata Tama na estação central de trem no Japão, durante aniversário de 16 anos, em abri de 2015
A gata Tama na estação central de trem no Japão, durante aniversário de 16 anos, em abri de 2015
Foto: Reuters

Antes de Tama aparecer por lá, a linha levava apenas 5 mil passageiros por dia. Quando a estação "contratou" a gata, o número de passageiros aumentou 10% no primeiro ano de trabalho da nova funcionária. Desde então, o chamado "efeito Tama" fez com que a economia local girasse em torno de 8,9 milhões de dólares (cerca de R$ 28 milhões), segundo estimativas. 

Ela ganhou, com isso, o status de deusa Shinto, em referência à sua raça. Tama será consagrada em um santuário perto dali em agosto, segundo Mitsunobu Kojima, presidente da Wakayama Electric Railway.

Em uma mensagem de condolência, o governador da cidade de Wakayama, Yoshinobu Nisaka, descreveu Tama como uma "superstar do turismo" que ficou famosa mesmo fora do Japão. “Expresso minha tristeza e gratidão”, disse.

Durante seus oito anos como empregada da estação, Tama seguiu uma trilha de garota-propaganda e alcançou o cargo de vice-presidente da firma de trem. No domingo, ela ganhou um novo título honorário: eterna chefe de estação. 

Mas a história não acaba por aí. A empresa pretende contratar uma gata da mesma raça para substituir a querida funcionária, e ela já tem nome: Nitama.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade