6 eventos ao vivo

Como fica a vida profissional da mulher depois de ser mãe

21 fev 2018
12h42
atualizado às 13h56
  • separator
  • comentários

Pegando carona no texto da Renata Bianchi, resolvi completar a lista de sites, páginas ou comunidades que eu sigo sobre empreendedorismo materno. Ou mesmo que você não tenha o seu negócio, estas são redes que discutem e refletem sobre como fica a vida profissional da mulher depois que ela se torna mãe.

Foto: Mãe com Prosa

Mas, antes, deixe-me explicar porque esse é um assunto que me interessa tanto. Em 2012, criei uma série de TV em co-produção com a Rede Globo que tratava dessa verdadeira revolução feminina: depois que as mulheres conquistaram o mercado de trabalho, decidiram tomar as rédeas da sua vida profissional e empreender para se aproximar da família. Ao longo da pesquisa, conheci mulheres muito guerreiras que tinham aberto o próprio negócio para cuidar dos filhos. E como nem tudo são flores, enfrentavam grandes desafios.

Mãe SA

O trabalho entrevistou cerca de 200 mulheres e gerou o livro Minha Mãe é o Negócio, da Editora Saraiva. Lá, eu e a jornalista Ana Claudia Konichi fazemos uma análise sobre as principais ilusões e erros das mães empreendedoras. Com o apoio do Sebrae-SP, criamos alguns alertas a serem considerados por quem empreende por uma razão tão pessoal e afetiva. Fomos atrás de estudos científicos que comprovassem o que nos parecia tão óbvio: as mulheres que são mães, ao ver uma criança crescer, desenvolvem habilidades fundamentais para o ambiente de trabalho.

Bom, dito tudo isso, nesses últimos anos, venho seguindo iniciativas que apoiam o empreendedorismo materno e a mulher que precisa retornar ao trabalho depois que se torna mãe. E gostaria de compartilhar algumas das redes mais acolhedoras, antenadas e simpáticas que tenho conhecimento.

Co.Madre

Com esse, eu tenho uma ligação afetiva. A Juliana Mariz, uma das fundadoras é uma grande amiga. Ela é uma das pessoas mais doces que eu conheço. Basta ouvir o tom da voz dele para ficar mais calma. Enfim, agora vamos ao que interessa: o Co.madre, como a Ju descreveu muito bem no site, nasceu como um grupo no Facebook e reúne mulheres autônomas, criativas, habilidosas, equilibristas. As discussões e demandas são tão ricas que foi inevitável transpor as fronteiras da rede social para ampliar e dar suporte às ações dessas comadres. A ideia é ser um canal de debate que envolva a sociedade nos dilemas da mulher.

Maternativa

O Maternativa, criado pela Camila Conti, já reúne mais de 20mil mulheres. E se define da seguinte maneira: grupo de inteligência coletiva sobre mercado de trabalho e empreendedorismo materno, onde você pode publicar notícias interessantes sobre o assunto, propor um debate, pedir dicas e sugestões para sua empresa além de aumentar sua rede de contatos em um grupo com foco específico em negócios. Elas são porretas!

B2Mamy

Para mães empreendedoras que acham que a tecnologia é um bicho papão, procurem a Daniela Junco, fundadora dessa plataforma. Ela se posiciona como a única aceleradora que prepara e conecta mães empreendedoras ao ecossistema de inovação. Seleciona, acelera, consolida e multiplica o potencial do seu negócio.

Empreendedorismo Rosa

Fora de São Paulo, a Lenia Luz toca o projeto dela de Curitiba, PR. Com a missão de inspirar mulheres, divulga informações e notícias sobre o dia-a-dia de empreendedoras, intraempreendedoras, faz entrevistas e compartilha muitas ideias. O projeto fez parte do Programa 10.000 Womens da FGV.

Rede Mulher Empreendedora

A Ana Lucia Fontes é uma das entrevistadas do meu livro "Minha mãe é um negócio". De lá pra cá, essa empreendedora foi conseguindo tudo o que planejou lá atrás com muita garra e persistência. A vontade dela já era inspirar novas empreendedoras e dar apoio a elas com muita informação. Na minha opinião o golaço da Rede é o Café com Empreendedoras - evento que promove frequentemente com uma parceria com o Sebrae e reúne empreendedoras que buscam orientação ou, simplesmente, fazer contato.

Boa sorte nos negócios! Nós, do Mãe com Prosa estamos sempre na torcida!

Para ler outros textos de Patricia Travassos, acesse www.maecomprosa.com.br

Veja também

 

Mãe com Prosa

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade