0

De grisalhos a óculos, como as cores valorizam a imagem pessoal

3 ago 2020
15h49
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Qual a importância da cor na sua beleza, no seu autoconhecimento? De acordo com a especialista em coloração pessoal Luciana Ulrich, que participou de live no perfil do "Elas no Tapete Vermelho", na última semana, as cores têm tudo a ver com sua imagem pessoal. Com 10 anos de carreira, a especialista está à frente do Studio Immagine e já formou mais de 12 mil profissionais até hoje, além de ter aplicado mais de 10 mil testes de coloração pessoal. "A coloração pessoal é um autoconhecimento. Quando uma cor deixa a pessoa com aparência abatida, tem que sair da cartela, porque não é a cor da harmonia dela", afirma a especialista.

Luciana Ulrich (Foto: Divulgação)
Luciana Ulrich (Foto: Divulgação)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

Durante a live, Luciana, criadora do ColorApp, com algumas funções gratuitas e outras que custam R$ 59,90 (uma vez só), que ajudam a pessoa a escolher as melhores combinações de cores para sua pele e para determinado tom de roupa, disse que uma das formas mais fáceis de saber se uma cor fica bem na pessoa é fazer um teste perto do rosto.

"Quando tem o mesma característica de sua pele, o mesmo pigmento, é um efeito positivo. Quando a cor deixa a pessoa mais abatida ou cansada, é tirada da cartela, porque não é a cor do seu conjunto, da sua paisagem, da sua harmonia. O objetivo é repetir o que você tem na sua beleza nas cores que você usa próxima ao rosto", explica.

A especialista, que recentemente abriu a Casa Colorida, em São Paulo, espaço para cursos e análise de coloração pessoal, que funciona seguindo os protocolos sanitários, deu várias dicas para fazer as cores valorizaram a aparência, até para as mulheres que estão deixando os cabelos grisalhos. Falou também sobre como escolher armações de óculos, além de esclarecer que a cor nude não é simplesmente bege, mas a cor da pele de cada pessoa. Confira as dicas e saiba como usar as cores a seu favor.

Luciana Ulrich (Foto: Reprodução/Instagram/@lucianaulrich)
Luciana Ulrich (Foto: Reprodução/Instagram/@lucianaulrich)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

O que é coloração pessoal

"A coloração pessoal é um autoconhecimento, principalmente em relação ao seu tom de pele. A gente vê se a pessoa fica melhor com cor mais quente ou mais fria, mais clara ou mais escura, mais vibrante ou mais suave. O processo  é colocar tecidos próximos ao rosto e ver o efeito das cores na região. Quando tem o mesma característica de sua pele, o mesmo pigmento, é um efeito positivo. Quando a cor deixa a pessoa mais abatida ou cansada, é tirada da cartela, porque não é a cor do seu conjunto, da sua paisagem, da sua harmonia. O objetivo é repetir o que você tem na sua beleza nas cores que você usa próxima ao rosto."

Teste em casa

"Para quem está em casa e não fez o teste com uma profissional, a dica é a seguinte: se todo mundo fala que você está descansada, com a pele mais bonita, todos te elogiam quando está com uma peça de determinada cor, não há dúvida, esta cor deve estar na sua cartela, pois combina  e valoriza sua pele. Tem gente também que acha uma blusa em alguém linda, vai sair e comprar exatamente um modelo dessa cor, mas isso nem sempre acontece, porque não ficou bonita na sua beleza."

Rosto

"As cores que a gente indica, as que dão efeito positivo, são para usar perto do rosto, como blusa, acessórios, armação de óculos, maquiagem, cor de cabelo. Principalmente tintura de cabelo e maquiagem, que são aplicados diretamente na pele e nos fios. Quantas vezes a gente usa um batom que é lindo, mas não harmoniza, não 'derrete' na sua boca. É importante pensar nesta questão, porque é um processo de autoconhecimento, porque afinal das contas, a gente sempre escolheu roupa pensando no design. Uma blusa de manga mais fofa, um blazer, e a cor sempre fica num segundo plano. Temos que pensar: a  cor é bonita, mas é bonita para quem?"

Refém da cartela de cores

"Como é um processo de autoconhecimento, a gente entrega a cartela de cores como referência, para saber os melhores tons para usar perto do seu rosto. Na verdade, todas as cores estarão na sua cartela, mas em tons próprios para sua pele. Um tom de verde para mim não é o mesmo para outra pessoa. Se um tom não está na sua cartela, não é que você não pode usar, mas como vai usar aquela cor.  Se a pessoa percebe que tem uma roupa que não a favorece muito, esse dia, passa um corretivo, usa um BBCream para harmonizar a pele. A gente não vive num mundo hoje em dia para jogar nada fora, Muito menos não usar nada."

Cor x estilo

"A cor é muito importante, mas o estilo também é. Estilo é identidade. Então se eu gosto de uma cor, pesa muito, usa de outra forma. Por exemplo, se vermelho vivo não tem na minha cartela e eu gosto, então passo usar na unha. Se a cor na cartela é mais suave, posso usar a cor viva na calça. A consultora tem que ter habilidade para mostrar que não apresenta uma caixinha para prender a cliente lá dentro. Pelo contrário, é para poder brincar com as cores."

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Luciana Ulrich Studio Immagine (@lucianaulrich) em

Cores x estações

"Suzane Cayguil (estilista e caracterizadora de personagens do cinema, nasceu em 1911 e faleceu em 1994) começou a perceber que alguns tons ficavam bons para algumas atrizes e o mesmo vestido, em outras, não combinava tão bem. Classificou de tons de pele e estudou os pigmentos para ver que tons ficavam bons próximo ao rosto. E começou a fazer uma analogia com os tons de verão, de inverno, de primavera e outono. Os outonos e a primaveras, são estações mais quentes. As peles de inverno e verão, são mais frias. Para a gente, é difícil entender a classificação, porque estamos num país tropical, que não tem o inverno rigoroso, outono com folhas no chão. Nossa paisagem é mais parecidinha. Mas se a gente for pensar, uma pele de outono combina mais com tons terrosos, cabelos mais dourado ou alaranjado."

Contraste pessoal

"O contraste pessoal é a diferença entre tons claros e escuros na beleza de cada um. Quanto mais diferença, mais contrastes. Quem tem alto contraste, por exemplo, pode brincar de trabalhar claro e escuro no seu rosto. Quem tem olho claro, pele clara, cabelo claro e coloca um cabelo escuro, por exemplo, vai ficar extremamente abatida. Quem vê uma atriz que ficou linda com um tom de cabelo, tem que pensar que essa cor nem sempre funciona para todas. Os cabeleireiros estão voltados para essa personalização, para usar o tom que já tem na nossa beleza natural, com tons próximos do que a gente já tem."

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Luciana Ulrich Studio Immagine (@lucianaulrich) em

Cabelos grisalhos

"Não é todo mundo que tem o mesmo tom de branco. Tem que ver a sobrancelha, se é mais escura, se os fios são mais acinzentados, porque algumas pessoas têm mais produção de melanina. Às vezes, as mulheres querem um tipo de milagre. Falam 'vou assumir meu branco e vai ser mais fácil de cuidar'. E não é. Tem que hidratar, deixar os fios mais acinzentados, manter um corte bacana, pensar que tem o cabelo claro, precisa de uma maquiagem para dar um up no visual.  É preciso se adaptar ao seu grisalho e pensar como valorizá-lo. No Brasil, a mulher sempre foi muito valorizada pela sua jovialidade e sensualidade. Ou seja, uma mulher sensual é muito ligada às mais jovens. Mas isso mudou muito. As mulheres mais velhas, que assumem o cabelo branco, estão mostrando uma força, uma propriedade, uma personalidade. E querem ser valorizadas pela idade que ela tem, pela história que carregam. A ideia da força e da importância da mulher na sociedade está mudando, mas o grisalho não vão te liberar e falar, agora está tudo bem. Tem que hidratar, cortar, para ter essa força com o cabelo branco. Toda ideia da coloração pessoal é valorizar a beleza com as cores que a pessoa já tenho. Quanto mais natural for, mais interessante vai ser. Então, deixou o grisalho? Coloca um batom com mais vida, um acessório, uma gola."

Loiro claro x pele clara

"Como falamos, trata-se do contraste pessoal. Uma pessoa loira de pele clara, pode parecer monocromática, a aparência fica apagada. O segredo, talvez, seja deixar a raiz natural, esfumando mais o claro na ponta. Isso vai dar um pouco mais de força. E nas sobrancelhas, usar um produto que valoriza a cor da sobrancelha. Se a gente manter a sobrancelha e a raiz na cor natural, cria-se uma moldura no rosto, o que dá mais força. A sobrancelha não deve ser escura demais demais, como a gente vê muita gente fazendo na micropigmentação, mas quando deixa claro de mais, apaga."

Amarelo x loira

"Depende da cor e do tom do amarelo, aquele que você vai usar perto do seu rosto. Pode ser mais frio, azulado, rosado; ou mais alaranjado, avermelhado, o amarelo sol, mais quente Tem que pensar no tom que combina com sua pele. Vai ter um tom de todas as cores que vai caber em você."

Nude

"Cada um tem o seu tom de nude. Há os mais quentes e, quem tem a pele mais fria, são os mais rosado, mais acinzentado. O seu nude é aquele que desaparece em você, no sentido positivo, que te valoriza. É bacana descobrir o nude dp batom, do esmalte, de sapato. O nude é uma cor de pele. E descobrindo o seu, ajuda muito. Imagine uma pessoa muito clarinha, comprando um sapato nude escuro. Não vai ter leitura de nude, mas de marrom. Ou pele mais escura, comprar um nude muito claro. Vai parecer um bege. Teve marcas de sapato que fizeram cartelas com vários nude. Um sapato com o nude para usar uma pantacourts, com uma saia, não corta a silhueta."

Vermelho

O vermelho vai depender do tom. A cor sempre está envolvida com poder e destaque. Quando a gente usa, pode mexer até com nossos batimentos cardíacos. Não à toa é uma cor de destaque, que indica perigo. O livro 'Código de Vestir' (Toby Fischer Mirkind), fala que o vermelho-alaranjado é o vermelho da sedução, quando a mulher usa quer mostrar a sua sensualidade. O vermelho vinho fala mais do status, porque  na história, só os reis podiam usar vermelho, porque vinha de uma molusco que muito difícil de se encontrar. Então, só as pessoas de alta casta usavam vermelho. Até hoje, a sofisticação, o mercado de luxo estão ligados ao vermelho. Vinho e cereja sempre demostram mais sofisticação; mais alaranjado, mais sensualidade.

Espelho

Gosto muito de uma frase da Carolina Herrera. Quando perguntaram para ela qual a peça fundamental para ter no armário, ela disse: o espelho. E é o que eu falo da coloração pessoal. nada como colocar na pele, se obsrvar e falar, nossa, isso me abateu, me deixou mais bonita, com a oeke naus viçosa, mais jovem.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Luciana Ulrich Studio Immagine (@lucianaulrich) em

Ruivos

"As pessoas que nascem ruivas, meio alaranjada, ficam bem com cores mais douradas, mais amarelados, base com mais pêssego, batons mais terrosos. É mais uma cartela de outono e de primavera. Pele mais rosadinha, é melhor usar algo mais cereja, mais Burgundy, uma cor artificial, mas que fica melhor para uma pele mais fria. Para quem tem uma pele mais quente, em geral, tingir o cabelo de ruivo fica lindo."

Estampas

"Ao escolher uma estampa, é legal pensar que a cor predominante esteja na sua cartela. E sempre bom lembrar, quando usar uma cor que não está na sua cartela, apostar no acessório, na maquiagem ou em algum elemento que esteja na cartela, para harmonizar.".

Armação de óculos

"Ao escolher uma armação de óculos deve-se pensar no contraste pessoal. Por exemplo, quem tem cabelo escuro e sobrancelha escura, pode usar uma armação escura que fica bem. Quem é muito clara, se usar uma armação escura, pode pesar. É preciso pensar nessa harmonia. Se a pessoa é mais clara, o ideal são as armações mais claras, mas não necessariamente brancas. Pode ser um vinho, um tartaruga. Uma dica que a gente dá são as cores universais, que ficam bem para a maioria das pessoas. O varejo usa muito essas cores. Exemplo, verde-folha, um rosa-goiaba, vinho, um tom de azul-marinho ou azul-petróleo. Essas cores não têm erro. São cores equilibradas em relação à temperatura, profundidade e intensidade. As armações pretas não vão valorizar todas as pessoas."

Nude x óculos

"Os óculos marcam uma identidade a quem usa o tempo todo e isso é bacana. É legal saber também qual é o seu nude para a escolha das armações. Se for mais rosado, compre uma marrom mais rosada. Se a pele é mais dourada, os tons mais marrons e caramelo são ideais. As armações douradas são ideais para quem tem a pele mais amarelada. Quem é mais rosado, o tom mais prateado. O metal que fica bem para todas as peles é o rosé. O tom tartaruga mais amarelado, para quem tem a pele mais quente. O mais acinzentado é indicado para quem tem a pele mais fria. O tartaruga é legal, porque tem um tom médio de profundidade.

Psicologia das cores

"No livro "A Psicologia das Cores", de Eva Heller, uma pesquisa apontou quais as cores preferidas e as menos preferidas das pessoas, sendo que o azul ficou com 45% dos votos das preferidas, seguido pelo verde ((15%) e pelo vermelho (12%). A cor mais rejeitada é o marrom, com 20% dos votos. Luciana Ulrich explica o resultado. "O azul está ligado ao céu, ao mar. Traz muita calma, tranquilidade. Tem a ver com espiritualidade, porque Deus ou qualquer divindade mora no céu. A cor traz a mensagem de credibilidade, de estabilidade. É uma das cores mais aceitas no mercado de trabalho, por isso é indicada para entrevistas de emprego. O verde remete à esperança, novos projetos, sustentabilidade. Não à toa, na mensagem que a Rainha Elizabeth fez no auge da pandemia, usou o verde. O vermelho remete a poder, destaque, popularidade, nobreza. A rejeição do marrom é porque a cor nos remete á sujeira, a coisas envelhecidas. Se voltarmos na história, só os nobres usavam cores, o povo, os serviçais se vestiam com as cores naturais. Por isso, dá uma ideia de servidão. São Francisco de Assis, quando abre mão da riqueza, passou a usar bata marrom. Tem essa ideia de falta de sofisticação, o que não é verdade. O lado bom do marrom é que traz a ideia da estabilidade, a gente vem da terra."

Confira a live completa abaixo

Ver essa foto no Instagram

Confira a Live completa sobre coloração pessoal com @lucianaulrich e @roespinossi

Uma publicação compartilhada por Elas No Tapete Vermelho (@elasnotapetevermelho) em

Veja também:

Em vídeo antigo, Gisele lembra concurso que a revelou
Elas no Tapete Vermelho
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade