PUBLICIDADE
Logo do

Dia dos Namorados

Amor supera isolamento social e forma casais na quarentena

Apaixonados aproveitam o tempo juntos durante a pandemia e fazem planos para quando a vida voltar ao normal

11 jun 2020 09h00
| atualizado às 15h39
ver comentários
Publicidade

A quarentena do novo coronavírus impôs várias limitações para a vida cotidiana, mas não foi capaz de impedir a formação de novos casais que acabaram se aproximando neste período de incertezas e angústia.

Em meio ao isolamento e angústia da quarentena, casais encontram o amor
Em meio ao isolamento e angústia da quarentena, casais encontram o amor
Foto: bantersnaps/Unsplash

Esse é o caso de Pedro Bravini e Tamires de Souza. Os dois passaram a virada do ano em São Paulo, mas o caminho deles acabou se cruzando mesmo no dia 2 de janeiro em São José dos Campos, onde moram.  

Depois do primeiro encontro, eles passaram a frequentar bar e balada juntos, mas não tinham dado rótulo para o relacionamento.  A atualização do status no Facebook aconteceu só durante a pandemia. “Não teve um pedido, a gente se deu conta e falou que tava namorando”, contou Pedro. “Eu ainda estou esperando um pedido formal”, cobrou Tamires em tom bem-humorado. 

Porém, engatar um namoro na pandemia traz algumas dificuldades. Por exemplo, Pedro não pode frequentar a casa da namorada. “Moro com os meus pais. Eles estão mais rígidos com o isolamento social, ninguém entra em casa a não ser eu ou meu irmão”, relatou a empresária de 30 anos. “Quando eu chego em casa, entro pela área de serviço, já tenho que deixar toda a roupa lá e tomar o banho da desinfecção. No começo, eles [pais] estavam mais preocupados [com o namoro], agora estão mais tranquilos”, completou.

Tamires ressalta que está em uma “certa idade em que os pais não conseguem mais segurar”. Apesar disso, ela respeita a decisão e os encontros com o namorado acabam acontecendo na casa dele. O casal costuma passar os fins de semana juntos em casa ou vão para algum parque da cidade, além de utilizar o serviço de delivery para variar no cardápio das refeições.

Para este Dia dos Namorados, eles não revelam os planos. Tamires diz que é romântica, mas que o parceiro é “zero”. “No começo foi um problema, mas agora estamos nos adaptando”, afirmou. Pedro está mais ligado nos gostos dela: “Fico mais de olho nas coisas de que ela gosta, data especiais para ela e tento preparar alguma coisa”.

Para o dia dos Namorados, a pedida é aproveitar os serviços de delivery
Para o dia dos Namorados, a pedida é aproveitar os serviços de delivery
Foto: Maria Bobrova/ Unsplash

A quarentena também uniu os destinos de Mariana* e Fernanda*.  As duas já se conheciam, mas o período de isolamento social começou com Mariana em outro namoro enquanto Fernanda chegou a ser infectada pelo novo coronavírus. Porém, elas acabaram se reaproximando após a vendedora colocar ponto final na sua relação.

“Já tínhamos saído algumas vezes antes, mas no pós-quarentena da Fernanda, fui no apartamento dela jantar, conversamos e decidimos tentar algo mais sério”, contou Mariana.

A rotina das duas tem sido ficar em casa, pedir comida por aplicativos e namorar bastante, esse, inclusive, é o plano para a próxima sexta-feira. “Estamos nos curtindo, está sendo bem gostoso”, afirmou a vendedora.

O passo de conhecer a família e os amigos vai ficar para quando a pandemia da covid-19 passar. Além disso, elas já planejam uma viagem juntas para marcar a nova fase do relacionamento.

*A pedido das entrevistadas, Mariana e Fernanda são nomes fictícios.

Fonte: Equipe portal
Publicidade
Publicidade