PUBLICIDADE

Qual é o melhor chocolate para a sua saúde? Ciência tem a resposta

Ao ser consumido do jeito certo, o chocolate pode ser um grande aliado para a sua saúde

11 dez 2023 - 12h51
(atualizado às 12h52)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: LightFieldStudios / iStock

O chocolate, há muito tempo chamado de "alimento dos deuses", possui uma rica história e uma presença de muita importância na culinária global. No entanto, quando se trata de escolher o chocolate mais benéfico para a saúde, a ciência nos orienta a olhar além do sabor e considerar os componentes que realmente impulsionam seus benefícios.

Produzido a partir do cacau, o chocolate, conforme explicado pela Encyclopedia Britannica, é uma fonte de energia rápida, repleto de carboidratos e contém estimulantes como cafeína e teobromina. No entanto, seu consumo excessivo, principalmente nas formas processadas, pode acarretar problemas de saúde, especialmente para aqueles com condições como diabetes.

A National Geographic, em seu artigo intitulado "Comer chocolate faz bem à saúde?", destaca que os verdadeiros benefícios do chocolate estão intrinsecamente ligados aos compostos bioativos presentes no cacau, como os flavonoides. Estes, por sua vez, possuem propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e vasodilatadoras, proporcionando uma série de vantagens à saúde.

A grande questão então é: qual chocolate é o melhor para a saúde? A resposta, de acordo com várias fontes científicas, aponta consistentemente na direção do chocolate amargo. Este tipo de chocolate apresenta uma concentração de cacau que varia entre 70% e 85%, como indicado pela Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos.

O chocolate amargo é enaltecido por ser uma rica fonte de minerais essenciais para a saúde vascular, tais como magnésio, cobre, potássio e cálcio, conforme afirmado pela mesma fonte médica. Estes minerais desempenham um papel vital na redução do risco de hipertensão e aterosclerose, contribuindo assim para a promoção da saúde cardiovascular.

Além disso, o chocolate amargo, por conter uma maior porcentagem de cacau em relação a outras variedades, é uma escolha que se destaca na melhoria da função cerebral. Os flavonoides presentes no cacau aumentam o fluxo sanguíneo para o cérebro, impactando positivamente funções cognitivas, memória e concentração, conforme informado no artigo da National Geographic.

O Netherlands Journal of Medicine enfatiza que, quanto maior o teor de cacau, maiores são os benefícios, uma vez que essas opções tendem a ter menos gordura e açúcar. No entanto, é sempre aconselhável verificar atentamente os rótulos dos produtos para garantir a autenticidade das informações nutricionais.

Faz bem ou mal para a saúde? Veja curiosidades sobre o café Faz bem ou mal para a saúde? Veja curiosidades sobre o café

Redação Degusta
Compartilhar
Publicidade
Publicidade