PUBLICIDADE

Top baiano que vendia sacolé estreia campanha LGBT+ da Versace

11 jun 2024 - 14h21
(atualizado às 15h54)
Compartilhar
Exibir comentários

O baiano Matheus Hava, natura de Feira de Santana, foi eleito para estrelar a nova campanha mundial da Versace, em especial em prol da comunidade LGBTQIAPN+: a 'Versace + Elton John Aids Foundation For Pride 2024. O jovem, revelado na moda em 2021, trabalhou como vendedor ambulante na Bahia e no Rio de Janeiro.

Matheus Hava
Matheus Hava
Foto: Divulgação / Elas no Tapete Vermelho

"Foi uma longa jornada de luta contra preconceito, aceitação e entendimento de quem eu sou até conseguir realmente me aceitar como homem gay, mesmo após já ter aberto isso para família e amigos, aos 18 anos", afirmou o modelo, ao comentar sobre sua escolha para a campanha. "Hoje, poder fazer parte de uma causa tão linda e necessária faz meu coração transbordar. Estou extremamente feliz por ter tido essa oportunidade. É a realização de um sonho fazer parte desta campanha, não só pelo fato da Versace ser uma marca para qual sempre sonhei trabalhar, mas pela causa incrível que a campanha carrega, onde parte do lucro das vendas é destinado para a Elton John AIDS Foundation", completou.

Matheus Hava na campanha da Versace
Matheus Hava na campanha da Versace
Foto: Divulgação / Elas no Tapete Vermelho

Antes de entrar no mundo fashion, o jovem trabalhava com a mãe desde criança, vendendo acarajés nas ruas de sua cidade natal, até os 17 anos. Ao completar 20 anos, mudou-se para o Rio de Janeiro. Para aumentar a clientela e engordar a renda familiar, substituiu o cardápio e passou a vender sacolés e bolos, que eram sucesso de venda durante as andanças pela capital fluminense. "Mais precisamente na Zona Norte, andando nas ruas", contou.

Desde que despontou na moda, Matheus Hava coleciona trabalhos para grifes prestigiadas como Armani, Missoni, Lacoste, Hugo Boss e Calvin Klein, para a montadora Mercedes-Benz, além de editorias em publicações internacionais, como a Marie Claire Hong Kong, L'Officiel Tailândia, The Perfect Man e Man In Town.

Matheus Hava na campanha da Versace
Matheus Hava na campanha da Versace
Foto: Divulgação / Elas no Tapete Vermelho

Matheus relembrou com orgulho a trajetória de superação: "Era um trabalho puxado, mas que me enche de orgulho. Sempre enfrentei o que fosse preciso para poder evoluir e buscar um futuro melhor. Começava a produção de acarajés durante a noite e finalizava pela manhã. Após o almoço, saía para vender nas ruas, até o final do dia. A produção era diária, porque não tinha como armazenar grandes produções em casa. No Rio, carregava uma mala com pães, bolos e coxinhas, além de uma bolsa térmica com aproximadamente 60 sacolés, que eu mesmo produzia."

Matheus, de regata laranja, com mãe e irmãos na época que vendia acarajé na Bahia
Matheus, de regata laranja, com mãe e irmãos na época que vendia acarajé na Bahia
Foto: Acervo pessoal / Elas no Tapete Vermelho

Durante 3 anos, a atividade garantiu a renda do jovem durante sua estada no Rio de Janeiro. "A rotina era bem intensa. Eu comprava as mercadorias, produzia tudo e saía para vender. Sempre me empenhei para poder conquistar melhores condições. Já fiz curso de barbeiro, dreadmaker, confeiteiro, trabalhei como panfleteiro, atendente de caixa e então empreendi no ramo alimentício. Hoje, trabalho como modelo no mercado internacional, e tudo o que fiz me ajudou a chegar até aqui, me tornar quem sou e lutar para conquistar os meus maiores sonhos", concluiu.

Matheus Hava
Matheus Hava
Foto: Divulgação / Elas no Tapete Vermelho

Atualmente, Matheus Hava vive na Europa. Baseado no Reino Unido, já trabalhou em outros países diversos como Alemanha, Itália, Áustria, Hungria e Polônia. Em paralelo à moda, o jovem baiano sonha ingressar na atuação: dedica-se a um curso de interpretação na "IDSA - Identity School Of Acting", em Londres. "Foi uma paixão ao ver um musical pela primeira vez. Isso só aconteceu quando eu tinha 25 anos, quando pisei em um teatro pela primeira vez. Não era parte da minha realidade", afirmou.

"Nunca vou esquecer aquela experiência, foi surreal e inesquecível, naquele dia mais uma chama nasceu dentro de mim, pela dramaturgia.". Matheus inclusive já fez sua estreia na atuação: gravou um curta-metragem sobre Michelangelo, em Viena, que será lançado em breve. "Tenho muito ainda para alçar, mas valorizo cada conquista por menor que elas pareçam ser para mim são grandiosas", disse.

Elas no Tapete Vermelho
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade