PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Onda de calor avança sobre centro-sul e pode provocar 'veranico' no outono; entenda

Área de alta pressão e bloqueio atmosférico avançam sobre os Estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste a partir desta segunda-feira, 22

22 abr 2024 - 18h22
(atualizado às 22h42)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Uma nova onda de calor avança sobre a região centro-sul do Brasil a partir desta segunda-feira, 22, com temperatura 5°C acima da média em parte do País.
Regiões do centro-sul do Brasil enfrentam onda de calor entre o fim de abril e começo de maio.
Regiões do centro-sul do Brasil enfrentam onda de calor entre o fim de abril e começo de maio.
Foto: Reprodução/Climatempo

Após a passagem da primeira frente fria do outono de 2024, as temperaturas voltam a subir com uma nova onda de calor que avança sobre a região centro-sul do Brasil a partir desta segunda-feira, 22. De acordo com o Climatempo, é a quarta passagem do fenômeno pelo País neste ano.

Os meteorologistas explicam que a nova onda de calor se dá por uma área de alta pressão, que atuará como bloqueio atmosférico e ganha força sobre áreas de Mato Grosso do Sul e Paraná. Lentamente, o bloqueio avança sobre a região Sudeste, mantendo o ar quente e seco

O bloqueio ainda impede a entrada e formação de novas frentes frias na região centro-sul no período entre esta segunda-feira e o dia 2 de maio, elevando as médias de temperatura para o mês de abril, segundo o Climatempo. 

Entre as regiões afetadas, estão Mato Grosso do Sul, norte do Paraná, interior de São Paulo e Minas Gerais, assim como o sul de Goiás e Mato Grosso, que terão temperaturas 5ºC acima da média durante a passagem da onda de calor. A expectativa é de tardes quentes e madrugadas abafadas na região. 

Em cidades do Centro-Oeste e do interior de São Paulo, e mais isoladamente em Minas Gerais, as máximas de temperatura ao longo da semana vão ficar ao redor e acima de 35ºC, com alguns pontos que podem atingir valores de 37ºC a 39ºC, segundo a MetSul. 

Especialistas apontam o fenômeno El Niño como uma das causas do calor elevado, também responsável pelas sucessivas ondas de calor que atingem o Brasil desde julho de 2023, com recordes de temperatura.  

Descubra quais são os 10 materiais que demoram mais tempo para se decompor Descubra quais são os 10 materiais que demoram mais tempo para se decompor

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade