PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Por que não vemos pombos de noite pela cidade?

Resposta para esse mistério foi explicada por um biólogo entrevistado pelo Terra; confira

22 abr 2024 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Pombos em cenário urbano
Pombos em cenário urbano
Foto: Getty Images

É muito comum caminharmos pelas grandes metrópoles durante o dia e notarmos a presença de pombos (da espécie Columba livia) em praças, parques e nas ruas. Embora a presença dessa espécie seja perceptível durante o dia, é muito raro vermos um pombo pela cidade durante a noite. Mas, qual é o motivo disso?

De acordo com o Allan Pscheidt, professor e biólogo da FMU, isso ocorre porque os pombos são aves predominantemente diurnas, pois dependem da visão para localizar predadores e outras ameaças, além da busca por comida.

“Eles são ativos durante o dia, do nascer ao pôr-do-sol e descansam à noite. Durante o dia, pombos são vistos sempre forrageando, o que significa que estão em busca de comida, como grãos, sementes ou restos de comida jogados no chão ou de lixeiras abertas”, explica Allan em conversa com o Terra.

Ao entardecer, os pombos voam para seus locais de descanso, chamados pombais, geralmente situados em áreas elevadas e seguras, como torres de igrejas, beirais de edifícios, árvores ou postes. A escolha desses locais elevados durante a noite visa protegê-los de predadores como gatos, falcões, gaviões e, principalmente, corujas, que são noturnas.

O fato de serem sociais entre si e estarem sempre em grupos também é uma forma de se protegerem de predadores e aumentarem suas chances de reprodução. Diferente de outras aves, os pombos possuem uma visão muito bem adaptada para a luz, por essa razão também preferem locais abertos e bem iluminados como as praças. 

Visão dos pombos

Os olhos dos pombos são ricos em células cones, que são células receptoras que respondem à luz brilhante do Sol e são responsáveis pela percepção das cores.

Como outras aves diurnas, eles são tetracromatas [que possuem quatro tipos de cones fotossensíveis em suas retinas], permitindo-lhes perceber uma gama mais ampla de cores do que os seres humanos e outros animais com visão tricromática.

Essa espécie tem a capacidade de enxergar quatro cores: ultravioleta, azul, verde e vermelho. Devido a isso, no período noturno, a falta de luz limita a capacidade de ver claramente, tornando-os muito mais vulneráveis e assim menos ativos para sua segurança.

Como pontua o especialista, compreender o comportamento dos pombos é crucial para ressaltar sua importância nos ecossistemas urbanos. Além de contribuírem para a limpeza das cidades ao consumir restos de comida, essas aves desempenham um papel fundamental na cadeia alimentar urbana, servindo como presas para predadores como falcões e corujas.

Você já se perguntou o motivo de não vermos moscas no período da noite? Você já se perguntou o motivo de não vermos moscas no período da noite?

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade