PUBLICIDADE

Onda de calor atinge cinco Estados, e temperaturas devem superar 40ºC; veja previsão

Inmet emitiu alerta para São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Goiás

9 nov 2023 - 00h31
(atualizado às 16h54)
Compartilhar
Exibir comentários
Termômetros marcaram temperaturas recordes em várias partes do País durante onda de calor em setembro deste ano.
Termômetros marcaram temperaturas recordes em várias partes do País durante onda de calor em setembro deste ano.
Foto: Ronaldo Pedro da Silva/Ato Press/Estadão Conteúdo

Áreas de cinco Estados do Sudeste e do Centro-Oeste do Brasil vão enfrentar uma onda de calor nos próximos dias. A informação é do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), que nesta quarta-feira, 8, emitiu alerta de nível amarelo para São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Goiás. Esse aviso é dado sempre que a previsão indicar que a temperatura deve ficar 5°C acima da média pelo período de pelo menos dois dias consecutivos.

Em São Paulo, a capital está em estado de atenção para altas temperaturas, decretado pela Defesa Civil Municipal. De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE), o ar quente e seco mantém o tempo estável nesta quinta-feira, 9. Os termômetros oscilam entre a mínima de 20°C ao amanhecer e a máxima de 34°C no meio da tarde, segundo a Meteoblue.

Na sexta-feira, 10, a mínima será de 20°C e a máxima de 28°C, e não há expectativa de chuva.

A cidade de São Paulo registrou no dia 24 de setembro a maior temperatura do ano, 36,8ºC, segundo dados do Inmet. De quebra, o recorde de calor em 2023 até agora na capital paulista também foi o mais elevado para o mês de setembro desde 1943, ano em que o Inmet começou a fazer as medições.

Pelo País

Em alguns municípios, principalmente dos Estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, as temperaturas máximas devem superar os 42°C neste semana. Na tarde de terça-feira, 7, o município de Porto Murtinho, no Mato Grosso do Sul, já registrou 42,3°C. Em Cuiabá, no Mato Grosso, a temperatura chegou a 40,4°C.

Segundo a previsão, o forte calor deve continuar ao longo da próxima semana, mas a área de abrangência do fenômeno deve sofrer alterações. O Inmet segue monitorando a situação. A partir do sábado, 11, se a situação persistir, o aviso de onda calor será atualizado e poderá se expandir ou até mesmo ter o seu nível de severidade alterado.

Confira cidades brasileiras que vão 'ferver' de calor até 2050 Confira cidades brasileiras que vão 'ferver' de calor até 2050

 

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade