PUBLICIDADE

'Domo de calor' vindo da Argentina pode atingir cidades do Rio Grande do Sul

Apesar da previsão de calor na região, não são esperadas temperaturas extremas no restante do Brasil

4 fev 2024 - 10h28
Compartilhar
Exibir comentários
Onda de calor extrema devido ao aquecimento global.
Onda de calor extrema devido ao aquecimento global.
Foto: Foto: Istock

Nos próximos dias, a Argentina enfrentará uma onda de calor descrita como um "domo de calor" por especialistas. A temperatura no Centro e Norte do país permanecerá elevada. A onda de calor também poderá ser sentida em diversas regiões do Rio Grande do Sul, no Brasil. Segundo especialistas, no território gaúcho, as máximas podem atingir entre 36ºC e 39ºC até a metade da próxima semana.

De acordo com o portal MetSul, o aumento das temperaturas poderá ser sentido na metade Oeste do Rio Grande do Sul e no Uruguai. 

Entre os municípios da metade oeste do Rio Grande do Sul estão Santana do Livramento [fronteira com o Uruguai], São Borja [fronteira com a Argentina], Uruguaiana [fronteira com a Argentina], Itaqui [fronteira com a Argentina], Alegrete, Barra do Quaraí, Maçambará, Manuel Viana, Quaraí, Rosário do Sul, São Gabriel.

Nas regiões da fronteira Oeste, os termômetros devem marcar temperaturas de até 40ºC.

O que é um domo de calor? 

Um domo de calor também conhecido como cúpula ou bolha de calor, forma-se quando uma área de alta pressão persiste sobre uma região, prendendo o ar muito quente por baixo, semelhante a uma tampa em uma panela. Trata-se de um fenômeno meteorológico sempre associado com o aumento atípico das temperaturas em uma região e, muito provavelmente, está ligado à ocorrência de uma onda de calor.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade