PUBLICIDADE

Plataforma "Embaúba Play" estreia com mostra gratuita

Celebrando o lançamento, serão exibidas até 12 de junho 80 produções brasileiras, divididas em várias temáticas e curadorias especiais

13 mai 2021 23h39
ver comentários
Publicidade
Cena de "Dance of Leitfossil", de Carlos Adriano, que integra a Mostra Embaúba
Cena de "Dance of Leitfossil", de Carlos Adriano, que integra a Mostra Embaúba
Foto: Divulgação / Reprodução

Quem tem contado com o cinema em casa para driblar a falta de atrações culturais nesta pandemia terá a partir desta sexta mais uma opção: A Embaúba Play. Projeto criado pela Embaúba Filmes, uma distribuidora especializada em cinema brasileiro, a nova plataforma de streaming traz uma seleção de seu ótimo catálogo e também contará com lançamentos.  

O site da Embaúba já traz uma seleção bem cuidada, com filmes que estão entre os melhores da década do cinema nacional, como “Arábia”, de Affonso Uchôa e  João Dumans, que pode ser alugado avulso; “Vaga Carne”, de Grace Passô e Ricardo Alvez Jr; “Inferninho”, de Guto Parente e Pedro Diógenes.

Em tempos de tantas opções em plataformas gigantes, merece toda atenção a curadoria da Embaúba e o olhar atento para o cinema brasileiro contemporâneo que nos apresenta ousadias de linguagem, diversificação da produção (muito além do eixo Rio-São Paulo) e nomes que se destacam.

Para comemorar a estreia, a Embaúba Play realiza de hoje  a 12 de junho a 1ª Mostra Embaúba Play. Ao todo, serão 80 produções, entre longas, médias e curtas, em exibições gratuitas.

Com seis programas, cada um contando com temas e curadoria específica. Para começar, o tema escolhido é “Pré-estreias e lançamentos da Embaúbas Filmes”, com dez longas do catálogo da Embaúba, todos inéditos em circuito comercial. Dois deles são totalmente inéditos: Aqui Jaz Teu Esquema, de Gabraz Sanna, e Brizolão, documentário de Jéferson, que retrata a educação pública no Brasil partindo da criação e da experiência dos históricos CIEPS, projeto de Leonel Brizola e Darcy Ribeiro.

A mostra traz ainda Espero que esta te encontre e que estejas bem, de Natara Ney, É Rocha e Rio, Negro Leo, de Paula Gaitán, Eu, empresa, de Leon Sampaio e Marcus Curvelo, Kevin, de Joana Oliveira, Pajéu, de Pedro Diógenes, Entre nós talvez estejam multidões, de Aiano Bemfica e Pedro Maia de Brito,  Rua Guaicurus, de João Borges, e Fé e fúria, de Marcos Pimentel.

Outra informação importante: na abertura e encerramento do festival será exibido o curta sem título#1: Dance of Leitfossil, de Carlos Adriano, que fica disponível durante os três primeiros e os três últimos dias da mostra. O filme integra a série “Apontamentos para uma AutoCineBiografia (em Regresso)”.

Confira todas as novidades e a programação completa na plataforma http://embaubaplay.com

Plano Geral
Publicidade
Publicidade