PUBLICIDADE

Cinema Petra Belas Artes reabre nesta quinta em São Paulo

Cinema terá todas as salas abertas, com festivais, estreias e pré estreias

22 jun 2021 17h14
ver comentários
Publicidade

Depois de um longo tempo de espera, o Cine Petra Belas Artes anunciou a sua reabertura para esta quinta dia 24 de junho, mantendo ainda todos os cuidados e protocolos de segurança. A direção do cinema, que fica na esquina da rua da Consolação com a avenida Paulista, preparou uma programação especial para a volta, que inclui uma campanha para os espectadores acima de 60 anos, cardápio de festa junina e apresentando pré-estreias, estreias e mostras especiais. Confira a seguir a programação desta primeira semana. Os horários podem ser consultados no site do cinema.

Faye Dunaway e Warren Beatty em cena de "Bonnie e Clyde - Uma Rajada de Balas" (1967)
Faye Dunaway e Warren Beatty em cena de "Bonnie e Clyde - Uma Rajada de Balas" (1967)
Foto: Divulgação

– Estreias: Duas estreias francesas marcam a primeira semana. “Os Melhores Anos de Uma Vida”, sequência do clássico do cinema francês, "Um Homem, Uma Mulher", vencedor do Oscar de 1967 nas categorias de Melhor Filme Estrangeiro e Roteiro Original, trazendo de volta o mesmo casal de protagonistas, Anouk Aimée, Jean-Louis Trintignant, e novamente com o diretor Claude Lelouch, trio que retorna à trama 53 anos depois. Já "A Boa Esposa" é uma comédia estrelada por Juliette Binoche. Além destes, o drama "Algum Lugar Especial" e o nacional "Noites de Alface", estrelado por Marieta Severo e Everaldo Pontes.

- Pré Estreias: O mexicano "Los Lobos", "Chico Ventana também queria ter um submarino", o premiado "O Charlatão" dirigido por Agnieszka Holland, "Irmãos à Italiana" de Claudio Noce, a coprodução entre Brasil e Portugal "Pedro e Inês", e "Caros Camaradas" de Andrey Konchalovsky, ganham sessões de pré estreia, todos os dias na sala 5 do Petra Belas Artes.

– Reestreia: “Apocalypse Now: Final Cut”, o grande clássico de Francis Ford Coppola, agora em sua edição definitiva, restaurada a partir dos negativos originais, com 49 minutos excluídos da primeira versão, um trabalho que que deu ao filme uma qualidade de imagem e som muito superior à anterior. 

– Grandes musicais: para homenagear os 34 anos a morte de Fred Astaire, falecido em 22 de junho de 1987, a programação traz dois grandes clássicos estrelados por ele, "Ritmo Louco" (1936), de George Stevens, com Ginger Rogers, e "Cinderela em Paris" (1957), de Stanley Donen, com Audrey Hepburn. Completam a seleção "Um Dia em Nova York” (1949), de Gene Kelly e Stanley Donley, estrelado pelo próprio Gene Kelly, com Frank Sinatra e Betty Garrett; "Entre a Loura e a Morena" (1943), de Busby Berkeley, com Carmen Miranda; "Sinfonia em Paris" (1951), de Vincente Minnelli, com Gene Kelly e Leslie Caron;  "Modelos" (1944), de Charles Vidor, estrelado por Rita Hayworth e Gene Kelly e “A Vida é uma Festa, filme” (1937).

– Festival de películas: para matar a saudade daquele inconfundível barulhinho de projetor, o cinéfilo poderá maratonar com “Um Dia Muito Especial” (1977), de Ettore Scola, estrelado por Sophia Loren e Marcello Mastroianni, indicado ao Oscar de Melhor Ator; “Tapete Vermelho” (2005), de Luís Alberto Pereira, protagonizado por Matheus Nachtergaele; “O Passageiro – Profissão: Repórter” (1975), de Michelangelo Antonioni, indicado à Palma de Ouro no Festival de Cannes, estrelado por Jack Nicholson e Maria Schneider; “Meu Tio” (1958), de Jacques Tati, vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro; e “A Regra do Jogo” (1939), de Jean Renoir, filme muitas vezes considerado o melhor de todos os tempos.

– Mostra Warner: o estúdio quase centenário de Hollywood, fundado em 1923, marca presença na programação com oito tesouros produzidos ao longo dos últimos 70 anos. Confira a lista: “Sonhos” (1990), de Akira Kurosawa, indicado ao Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro; “Bonnie e Clyde: Uma Rajada de Balas” (1967), de Arthur Penn, estrelado por Warren Beatty e Faye Dunaway; “Uma Rua Chamada Pecado” (1951), de Elia Kazan, estrelado por Marlon Brando e Vivien Leigh, que ganhou o Oscar de Melhor Atriz; “Alice Não Mora Mais Aqui” (1974), de Martin Scorsese, protagonizado pela vencedora do Oscar Ellen Burstyn e Kris Kristofferson; “Depois de Horas” (1985), de Martin Scorsese, vencedor do prêmio de Melhor Diretor no Festival de Cannes, com Rosanna Arquette e Griffin Dunne nos papeis principais; “Magnum 44” (1973), de Ted Post, estrelado por Clint Eastwood; “Um Mundo Perfeito”(1993), de Clint Eastwood, com Kevin Costner e Laura Dern nos papeis principais; e “A Mula” (2018), de Clint Eastwood.

– Campanha +60: maiores de 60 anos que forem ao Belas na primeira semana ganham um ingresso, que pode ser usado na hora para um acompanhante, podendo também optar por um voucher que pode ser trocado por um ingresso no prazo de um mês. 

– Cardápio de Festa Junina: O público que for ao cinema na primeira semana poderá se deliciar com os quitutes de festa junina em nosso café.

 

Plano Geral
Publicidade
Publicidade