PUBLICIDADE

Site afirma que Michael Andretti comprou Sauber F1

Segundo jornalista Américo Teixeira, Andretti fechou compra da Sauber/Alfa Romeo e Colton Herta, da Indy, pode ser piloto da equipe na F1

9 out 2021 02h56
| atualizado em 10/10/2021 às 08h56
ver comentários
Publicidade

Um grupo de empresários liderado pelo ex-piloto Michael Andretti está próximo de fechar a compra da Sauber, que tem como principal atividade a equipe de Fórmula 1 que hoje atende pelo nome de Alfa Romeo. A apuração é do jornalista Américo Teixeira Jr, atualmente no Diário Motorsport. A informação ainda não foi oficialmente confirmada - nem negada.

Michael Andretti, pode se tornar chefe de equipe na Fórmula 1
Michael Andretti, pode se tornar chefe de equipe na Fórmula 1
Foto: Fórmula Indy Oficial / Twitter

Ainda não há uma definição se haveria alguma mudança no nome da equipe ou se o acordo com a Alfa seria mantido. O que se sabe é que a gestão da parte esportiva do grupo ficaria a cargo de Andretti, que já é o controlador da Andretti Autosport, equipe presente em diversas categorias mundo afora. 

E, segundo o jornalista, é justamente um dos talentos da Andretti Autosport na Indy quem Michael pretende contratar para assumir o segundo carro da (por enquanto) Alfa Romeo na F1: o jovem americano Colton Herta.

Essa cobiçada vaga na Alfa Romeo, para correr ao lado de Valtteri Bottas, é a única ainda em aberto para 2022. O anúncio seria surpreendente, já que Herta não era sequer cotado para sair da Indy no momento. As especulações giravam em torno dos nomes de Antonio Giovinazzi, atual piloto da equipe, Nyck de Vries, tido como favorito à vaga e Guanyu Zhou, da Fórmula 2. 

Sauber 
A Sauber foi fundada em 1970 por Peter Sauber em Hinwil, na Suíça, e começou sua trajetória participando (e vencendo) o campeonato local de carros esporte com o modelo C1. A equipe foi se estabelecendo no mundo dos protótipos. A experiência no Grupo C da FIA nos anos 1980 foi fundamental para uma parceria com a Mercedes-Benz, que usou a Sauber como sua equipe oficial em sua volta ao automobilismo depois de mais de 30 anos ausente. 

Em 1993, a Sauber estreou na Fórmula 1, e se consolidou como uma sólida equipe de meio de pelotão. Em 2006, a BMW adquiriu a maior parte das ações da equipe e toda sua boa estrutura para iniciar uma jornada na categoria. Depois de apenas três anos, Peter Sauber recomprou suas ações e retomou o gerenciamento do time, mas logo cedeu o posto de chefe de equipe à Monisha Kaltenborn, primeira mulher a comandar uma equipe na F1. 

O grupo trocou de mãos novamente em 2016, passando a ser gerido pelo fundo de investimentos suíço Longbow Finance. Em 2018, a Sauber fechou uma parceria de patrocínio e colaboração com a Alfa Romeo e passou a usar o nome da fabricante italiana. 

Colton Herta e Michael Andretti em evento da Indy
Colton Herta e Michael Andretti em evento da Indy
Foto: Colton Herta / Twitter

Os Andretti 
Michael Andretti é membro do clã Andretti, um dos mais tradicionais do automobilismo mundial. Seu pai, Mario, foi um dos pilotos mais longevos e versáteis da história, tendo como principais feitos o título da F1 de 1978, o tricampeonato da Fórmula Indy e vitórias nas 500 Milhas de Indianápolis e de Daytona. 

O próprio Michael chegou a correr na F1 em 1993 pela McLaren, quando foi companheiro de Ayrton Senna. Sua passagem não deixou saudades, a ponto de ele nem concluir a temporada, mas sua carreira no automobilismo americano foi mais próspera. Em sua terra natal, correu regularmente na Indy por 18 anos e conquistou um título. 

Michael é o fundador e controlador da Andretti Autosport, equipe presente em diversas categorias do automobilismo. O berço é o automobilismo americano, onde o time possui grande tradição e já conquistou 5 títulos de pilotos (somando CART e Indycar). A Andretti se faz ou fez presente nas categorias de acesso da própria Indy, além da ALMS, a extinta A1GP, Rallycross, Supercars, Fórmula E e se prepara para ingressar na Extreme E.

Voltar à Fórmula 1 como chefe/dono de equipe é um sonho antigo de Michael. Caso se aprove a aquisição, ele passaria a responder pela parte esportiva justamente do único time que ainda tem uma vaga em aberto para a temporada de 2022 da categoria, e ganharia o poder de contratar o novo colega de Valtteri Bottas. 

A se confirmar a nome indicado pelo Diário Motorsport, a escolha foge de qualquer prognóstico ou boato ventilado nas últimas semanas. Nem Giovinazzi, nem De Vryes, nem Zhou, muito menos Nico Hulkenberg. O escolhido seria um piloto que Andretti já conhece muito bem: Colton Herta. 

Colton Herta é cotado para ser o novo piloto da Alfa Romeo
Colton Herta é cotado para ser o novo piloto da Alfa Romeo
Foto: Colton Herta / Twitter

Colton Herta 
Filho do também piloto Bryan Herta, Colton Herta é um fenômeno na Fórmula Indy. O californiano é o mais jovem piloto a vencer na história da categoria, tendo atingido o feito em 2019 com apenas 18 anos. Desde 2020, corre pela Andretti Autosport. Atualmente com 21 anos, Herta já tem seis vitórias na Indy, incluindo as duas últimas corridas da recém-encerrada temporada de 2021, e é tido como uma das grandes promessas para os próximos anos da categoria. 

Colton tem alguma experiência na Europa. Entre 2015 e 2016, ele correu em diversas categorias locais no Velho Continente pela tradicional equipe Carlin e obteve relativo sucesso. No primeiro ano, foi 3º no campeonato britânico de F4 - cujo campeão foi Lando Norris. No ano seguinte, ficou em 3º na Euroformula e em 2º na F3 espanhola. Mas voltou a seu país para disputar a Indy Lights a partir de 2017. 

Colton Herta seria o primeiro piloto americano da Fórmula 1 desde Alexander Rossi, que fez cinco corridas pela Manor Marussia em 2015. Rossi, coincidentemente, é seu companheiro na Andretti na Indy desde 2020. 

Parabólica
Publicidade
Publicidade