PUBLICIDADE

F1: Leclerc confirma domínio na Espanha e crava pole position

Líder em todos os treinos livres, Charles Leclerc confirma favoritismo e garante a pole em Barcelona. Verstappen tem problemas, mas é 2º

21 mai 2022 12h12
ver comentários
Publicidade
Charles Leclerc na classificação do GP da Espanha
Charles Leclerc na classificação do GP da Espanha
Foto: Ferrari / Twitter

Depois de liderar os três treinos livres e o Q1, Charles Leclerc tomou um susto com as ótimas voltas de Max Verstappen no Q2 e na primeira volta do Q3. O ferrarista ainda cometeu um erro no começo do Q3 e teve apenas uma tentativa para fazer a pole. E, na hora decisiva, cravou A volta: com um tempo demolidor de 1min18s750, único na casa de 1min18, ele confirmou o bom desempenho na pista catalã e garantiu a pole.

Verstappen, que teve problemas de motor em sua útlima tentativa, ficou em 2º. O ídolo local Carlos Sainz ficou em 3º. George Russell, da Mercedes, ficou em 4º, seguido por Sergio Perez e Lewis Hamilton. Confira no detalhe como foi a classificação para o GP da Espanha:

 Max Verstappen na classificação do GP da Espanha
Max Verstappen na classificação do GP da Espanha
Foto: Red Bull / Twitter

Leclerc à frente e dois campeões mundiais de fora
Guanyu Zhou foi o primeiro a ir à pista marcar um tempo de volta, com 1min21s065. Sergio Perez foi o primeiro dos carros de ponta, marcando 1min20s447. Max Verstappen veio logo depois, com 1min20s091. Com 10 minutos para o fim, apenas 5 carros haviam completado uma volta.

Os dois carros da Ferrari saíram ao mesmo tempo, já pulando para a ponta. Charles Leclerc ficou à frente de Carlos Sainz. Os dois foram os únicos até então a entrar na casa de 1min19. George Russell e Lewis Hamilton ficaram logo atrás das Ferrari e de Verstappen.

Com cinco minutos restando, a zona de eliminação contava com Alex Albon, Lance Stroll, Pierre Gasly, Mick Schumacher e Nicholas Latifi.

Vários pilotos abriram volta no minuto final. Com os tempos concluídos, dois campeões mundiais ficaram de fora: Sebastian Vettel e Fernando Alonso ficaram em 16º e 17º, respectivamente. Além deles, Stroll, Albon e Latifi não conseguiram sair. A eliminação das duas Aston Martin mostra que a revisão do carro "inspirada" na Red Bull ficou abaixo da expectativa.

George Russell na classificação de Barcelona
George Russell na classificação de Barcelona
Foto: Mercedes / Twitter

Verstappen voador e Mercedes forte
Demorou até que o primeiro carro fosse à pista no Q2. Lewis Hamilton puxou a fila, mas quem se destacou foi George Russell, que veio logo atrás e fez a melhor volta do fim de semana: 1min19s470. Hamilton, que cometeu um pequeno erro na chicane final, ficou com o segundo tempo, 0s324 acima do colega. Duas Mercedes na ponta mesmo com todos já tendo completado suas primeiras voltas.

Depois dos carros prateados, a sequência tinha Sergio Perez, Charles Leclerc, Valtteri Bottas, Max Verstappen e Carlos Sainz, que era apenas o 7º. Os eliminados nesse momento seriam Daniel Ricciardo, Esteban Ocon, Guanyu Zhou, Yuki Tsunoda e Pierre Gasly.

Na saída final, Carlos Sainz superou Russell por apenas 0s017. Verstappen logo superou a todos, com 1min19s219.

Os eliminados foram Lando Norris, que teve seu melhor tempo deletado por limites de pista, Ocon, Tsunoda, Gasly e Zhou. A Haas, mesmo sem atualizar o carro, conseguiu colocar seus dois carros no Q3.

Carlos Sainz na classificação de seu GP de casa, na Espanha
Carlos Sainz na classificação de seu GP de casa, na Espanha
Foto: Ferrari / Twitter

Leclerc erra na primeira tentativa, mas faz volta imbatível no final
Na primeira saída do Q3, novamente Hamilton puxou a fila e fez uma boa marca. Carlos Sainz fez uma volta excelente e pulou para 1º, mas logo se viu superado por Max Verstappen, voador, que fez uma marca de 1min19s073.

Charles Leclerc vinha com uma parcial roxa, mas rodou na chicane final e abortou a volta. Nada que o impedisse de tentar novamente mais tarde. O monegasco marcou uma volta incrível no minuto final: 1min18s750. Marca não superada por ninguém mais.

Em sua última tentativa, Sainz não conseguiu melhorar o próprio tempo e ficou em 3º. Verstappen relatou perda de potência e abortou sua volta derradeira, ficando com o 2º tempo. Russel foi o 4º, com Perez e Hamilton logo atrás. O top 10 foi completado por Bottas, Magnussen, Ricciardo e Schumacher.

A corrida acontece no domingo (22), com largada prevista para 10 horas da manhã no horário de Brasília.

Parabólica
Publicidade
Publicidade