0

VW Virtus GTS quer ser um Honda Civic com tempero

Comparado com as versões intermediárias do Honda Civic e Chevrolet Cruze, o sedã GTS da Volks oferece algumas vantagens. Confira todas elas

18 fev 2020
09h44
atualizado às 09h53
  • separator
  • 0
  • comentários

É verdade que o Volkswagen Virtus GTS chegou com um preço salgado: R$ 104. 940. Comparado com o Virtus Highline completo, do qual se origina, o GTS custa cerca de R$ 10 mil a mais. Claro que as vantagens também são grandes, em termos e motor, câmbio, equipamentos, acabamento e estilo. Porém, o Virtus GTS vai além: ele incomoda também alguns carros do segmento superior. Estamos falando especificamente do Honda Civic, do Chevrolet Cruze e até do VW Jetta em suas versões intermediárias.

Novo Virtus GTS: ameaça aos sedãs médios, a[pesar do preço salgado.
Novo Virtus GTS: ameaça aos sedãs médios, a[pesar do preço salgado.
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Não é pouca coisa, para um sedã compacto. De cara, o Virtus GTS é mais em conta do que o Civic EX (R$ 107.600) e o Jetta Comfortline (R$ 109.990). Dois três sedãs médios, só o Cruze LT (R$ 101.190) é menos caro do que o Virtus GTS. É possível olhar para o primeiro sedã GTS da Volkswagen e simplesmente descartá-lo por ser caro. Ou então compará-lo com os sedãs superiores. Nesse caso, pode haver algumas surpresas.

Entre esses quatro carros, três usam motor 1.4 turbo e um usa motor 2.0 aspirado (Civic). Por ser mais leve, o Virtus GTS é mais rápido do que todos eles. Vai de 0-100 km/h em 8,7 segundos, contra 8,9 do Jetta, 9,0 do Cruze e 10,9 do Civic. A potência dos quatro é parecida: 150 cv para Virtus/Jetta, 153 para Cruze e 155 para Civic. Mas o Virtus GTS é o que entrega a potência mais cedo, a 4.500 rpm, contra 6.300 rpm do Civic EX.

Quando o assunto é torque, a vantagem do Virtus GTS é maior. São 250 Nm a 1.500 rpm (igual ao Jetta), contra 240 do Cruze a 2.000 rpm e 191 Nm do Civic 2.0 a 4.800 rpm. Por isso, apesar de a relação peso/potência ser bem parecida, na relação peso/torque a vantagem do novo Volkswagen também salta aos olhos: são 5.0 kg/Nm contra 6,8 kg/Nm do Civic, por exemplo.

O motor do Virtus GTS, do Jetta e do Cruze tem potência específica muito parecida, entre 108 e 110 cv/l, mas a do Civic é muito baixa: apenas 78 cv/l. Afinal, estamos falando de um motor 2.0 aspirado, que está presente em todas as versões do sedã japonês, com exceção da Touring, topo de linha, que utiliza motor 1.5 turbo. Todos esses números se refletem também em consumo, agilidade no trânsito e prazer ao dirigir.

O painel do Virtus GTS é totalmente digital, com câmbio borboleta.
O painel do Virtus GTS é totalmente digital, com câmbio borboleta.
Foto: VW / Divulgação

Dono também do maior porta-malas entre os quatro (521 litros contra apenas 440 do Cruze), o Virtus GTS tenta se impor por essas características para justificar o preço alto. Para a Volkswagen, o carro completa sua linha de sedãs, posicionando-se entre as versões “normais” do próprio Virtus e do Jetta. Abaixo, tem o Voyage; acima, tem o Jetta GLI e o Passat, formando a gama de sedãs da marca alemã no Brasil.

Em relação ao Jetta Comfortline, o Virtus GTS tem monitoramento da pressão dos pneus e borboleta no volante. Em relação ao Civic, o Virtus GTS tem faróis com regulagem de altura, sensores de estacionamento traseiro e sistema start-stop. Em relação ao Cruze, traz vetorização de torque, borboleta no volante, retrovisores com rebatimento elétrico e sensor crepuscular. Mas tem mais. Suas vantagens em relação ao Civic e ao Cruze incluem ainda faróis de LED, sensor de estacionamento dianteiro, sensor de chuva, chave presencial, CD player, navegador por GPS e leitor de cartão de memória.

Além disso, são equipamentos exclusivos do Virtus GTS indicador de fadiga e porta-luvas climatizado. Em compensação, só o Virtus GTS não traz airbags de cortina e alças de segurança no teto. Como se vê, a Volkswagen equipou muito bem o carro. Resta saber se essas características vão convencer o público a trocar um Civic, um Cruze ou um Jetta por um Virtus, ainda que com a notória sigla GTS.

Veja também:

Guia do Carro
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade