0

Volkswagen reduz diferença para Chevrolet a 6.727 carros

Em junho e julho marca alemã terminou ranking mensal em 1º lugar. GM conseguirá reagir? Nivus e Tracker será a briga do segundo semestre

3 ago 2020
12h47
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Volkswagen Nivus: grande aposta da marca alemã para chegar à liderança.
Volkswagen Nivus: grande aposta da marca alemã para chegar à liderança.
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Mais de 163 mil veículos leves foram emplacados no Brasil em julho, o que é um sinal consistente de que o pior momento do mercado já passou. Em fevereiro, último mês antes da pandemia de coronavírus, esse número tinha sido de 192 mil. Em abril, despencou para 51 mil. Com a recuperação das vendas, as forças do mercado se modificaram um pouco. Quem está brilhando é a Volkswagen, que, pelo segundo mês consecutivo, terminou o ranking mensal à frente da Chevrolet.

Segundo dados do Renavam, que devem ser confirmados pela Fenabrave esta semana, a Volkswagen ficou em 1º lugar em julho com 31.479 licenciamentos. Foi o “efeito T-Cross”, por conta do represamento de vendas da versão Sense (PcD) desde março. A Chevrolet ficou em 2º lugar com 28.029 emplacamentos. Com isso, a diferença entre as duas marcas no ranking anual (janeiro a julho) caiu para 6.727 carros. A liderança é da Chevrolet.

As vendas do Onix -- imbatível há cinco anos no mercado brasileiro -- caíram para um patamar muito competitivo, mas bem abaixo daquele que lhe dava uma liderança folgada no mercado. Resta saber se a GM conseguirá reagir para defender a hegemonia da Chevrolet, que soma 162.373 vendas contra 155.644 da Volkswagen. A principal arma da Volks para o segundo semestre é o Nivus, um crossover cupê que bate de frente com o Chevrolet Tracker, o lançamento mais quente da GM.

Nas demais posições das top 10 marcas do mercado brasileiro, o ranking mensal seguiu a mesma sequência do ranking anual. Em 3º lugar ficou a Fiat com 24.802 vendas em julho e 133.872 no ano. Em 4º ficou a Hyundai com 15.090 em julho e 78.392 no ano. A Renault aparece em 5º lugar com 11.283 no mês e 71.243 no ano. A marca francesa está bastante ameaçada pela Ford, que ficou em 6º lugar em julho com 10.373 vendas e tem 70.845 emplacamentos acumulados.

Chevrolet Onix: precisa voltar aos níveis de venda pré-pandemia para defender a marca.
Chevrolet Onix: precisa voltar aos níveis de venda pré-pandemia para defender a marca.
Foto: GM / Divulgação

Três marcas japonesas aparecem nos quatro lugares que compõem o ranking top 10 do Brasil. A Toyota é a 7ª colocada com 10.089 em julho e 68.890 no ano. Antes das outras duas japonesas vêm a Jeep em 8º lugar com 9.569 vendas em julho e 48.108 no ano. A Honda está na 9ª posição com 5.807 no mês e 40.117 no acumulado. O ranking é fechado com a Nissan em 10º lugar, registrando 4.078 emplacamento no mês passado e 32.879 nos primeiros sete meses de 2020.

 

Guia do Carro
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade