3 eventos ao vivo

Kwid vira elétrico de 43 cv na Europa com nome Dacia Spring

Subcompacto foi rebatizado e será o carro elétrico mais acessível da Europa; motor terá apenas 43 cv de potência e modo Eco com 31 cavalos

15 out 2020
15h13
atualizado às 17h12
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Dacia Spring, o "Kwid elétrico", terá alcance de 295 km na cidade e de 225 km no ciclo misto cidade/estrada.
Dacia Spring, o "Kwid elétrico", terá alcance de 295 km na cidade e de 225 km no ciclo misto cidade/estrada.
Foto: Renault / Divulgação

Nos últimos anos a Renault tem bebido da fonte dos robustos carro da Dacia -- sua subsidiária romena -- para ganhar mercado em países emergentes, como o Brasil. Assim, os modelos Dacia Duster, Sandero e Logan são vendidos como Renault. Mas agora o movimento foi ao contrário. O pequeno Renault Kwid foi eletrificado e rebatizado como Dacia Spring Electric para ser o carro elétrico mais acessível do mercado europeu.

A novidade foi divulgada nesta quinta-feira (15) em live mundial realizada pelo Grupo Renault. Além do Dacia Spring, a empresa francesa apresentou também o Renault Mégane eVision. Os dois carros abriram o evento Renault eWays, que ocorre de 15 a 27 de outubro. A ideia é compartilhar a visão de transição para a mobilidade zero emissão. A Renault, assim como sua parceira japonesa Nissan, aposta muito mais nos carros totalmente elétricos do que nos híbridos.

O primeiro carro da marca francesa, o Renault Zoe, foi lançado há dez anos e atualmente é vendido no Brasil. Segundo a Renault, a marca já tem 350 mil veículos elétricos rodando no mundo, com oito modelos diferentes. Há também versões híbridas e híbridas plug-in nos modelos Clio, Captur, Mégane e Arkana. 

Renault Kwid foi rebatizado de Dacia Spring Electric e pretende revolucionar o segmento na Europa.
Renault Kwid foi rebatizado de Dacia Spring Electric e pretende revolucionar o segmento na Europa.
Foto: Renault / Divulgação

Dacia Spring, o Kwid elétrico

O carro que os consumidores brasileiros e indianos conhecem como Renault Kwid chegará em 2021 ao mercado europeu como Dacia Spring Electric. A Renault informou que o subcompacto terá alcance de 295 km na cidade e de 225 km no ciclo misto cidade/estrada, graças à bateria de 26,8 kWh. Ele tem um pequeno motor elétrico de 43 cv (32 kW). Assim, pode chegar a 125 km/h. Mas ele também tem um modo Eco que freduz a potência para apenas 31 cv (23 kW), chegando no máximo a 99 km/h. Segundo a Renault, o Dacia Spring Electric terá “verdadeiros quatro lugares, um conforto interno de nível recorde, motorização elétrica simples e confiável e uma autonomia que oferece segurança”. 

A missão do “Kwid elétrico” não é nada pequena: “Revolucionar o mercado, tornando a mobilidade elétrica acessível a todos”, afirma a Renault. “Seja para o transporte individual, compartilhado ou profissional, o Spring oferece uma solução simples, confiável e acessível.” A empresa pretende zerar as emissões de CO2 na Europa até 2050 e reduzi-las em 50% até 2030 (comparando com 2010). Até 2022 todos os Renault e Dacia contarão com uma versão elétrica ou híbrida. A Renault não comentou se o “Kwid elétrico” faz parte dos planos para o Brasil a curto prazo. 

Renault Mégane eVision reinventa o segmento de hatchs compactos, pois traz referências de cupês e SUVs.
Renault Mégane eVision reinventa o segmento de hatchs compactos, pois traz referências de cupês e SUVs.
Foto: Renault / Divulgação

Renault Mégane eVision, o hatch elétrico

Outra novidade foi o show car Mégane eVision, que, segundo a Renault, reinventa o segmento de hatchs compactos, pois traz referências de cupês e SUVs. O conceito é 100% elétrico e foi planejado para a plataforma CMF-EV, dedicada aos modelos elétricos. Já nascido sob um novo paradigma, o hatch é compacto por fora, mas tem “conforto interno de nível recorde”, segundo a Renault.

Além do “Kwid elétrico” (Dacia Spring) e do Mégane eVision, a Renault anunciou a chegada de três novos carros híbridos. O novo Arkana E-Tech Hybrid, o Captur E-Tech Hybrid e o novo Mégane Hatch E-TechPlug-in Hybrid serão comercializados na Europa no primeiro semestre de 2021. A hibridização leve de 12V no Arkana e no Captur complementam a oferta de motorizações da marca francesa.

Conceito eVision é 100% elétrico e foi planejado para a plataforma CMF-EV, dedicada aos modelos elétricos.
Conceito eVision é 100% elétrico e foi planejado para a plataforma CMF-EV, dedicada aos modelos elétricos.
Foto: Renault / Divulgação

Veja também:

Eldorado Expresso: Fome no Brasil
Guia do Carro
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade