Mentiras de Bolsonaro repercutem na imprensa internacional

19 jul 2022 - 16h16
Compartilhar

A apresentação do presidente Jair Bolsonaro (PL) nesta segunda-feira, 18, a dezenas de embaixadores, com uma série de mentiras sobre as urnas eletrônicas e o sistema eleitoral, gerou as mais diversas reações de autoridades, da imprensa internacional e também nas redes sociais. A começar pelo primeiro slide apresentado pelo presidente com um erro de ortografia na palavra ''briefing'', que viralizou. O termo inglês significa um resumo das informações a serem exibidas. Porém, a apresentação do governo federal trouxe o termo como 'brienfing', escorregando na gramática. Um dos mais relevantes jornais do mundo, o norte-americano 'The New York Times' chamou o gesto de Bolsonaro de “potencial prévia” de sua estratégia para uma eleição na qual, como apontam as pesquisas, “ele pode perder de forma esmagadora”. Já o presidente do TSE, Edson Fachin, rebateu Bolsonaro sem citá-lo diretamente. "É hora de dar um basta à desinformação e ao populismo autoritário", disse. Nesta terça, deputados de oposição pediram que o STF autorize uma investigação sobre a reunião promovida por Bolsonaro. Os parlamentares alegam que o presidente cometeu improbidade administrativa, propaganda eleitoral antecipada e abuso de poder político e econômico e crime contra o Estado Democrático.

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Seu Terra












Publicidade