PUBLICIDADE

Quer arrumar um crush com memes? Conheça o app Schmooze

Baseada em suas próprias experiências , indiana cria o "algoritmo do humor", voltada para a geração Z

28 mai 2021 11h12
| atualizado às 11h25
ver comentários
Publicidade

Tinder, Badoo, Happn. Se você quer conhecer pessoas novas, provavelmente vai correr para um destes aplicativos. Mas nem sempre é preciso ser assim. Após conhecer seu marido trocando e-mails engraçados, Vidya Madhavan, uma estudante da Universidade Stanford, criou um algoritmo que foge do padrão apresentado por estas empresas e se baseia em humor — o Schmooze.

Quer arrumar um crush com memes? Conheça o app Schmooze
Quer arrumar um crush com memes? Conheça o app Schmooze
Foto: iStock

Lançado no início do ano, o app propõe que você esqueça suas fotos. No lugar delas, coloque seus memes favoritos. A plataforma, criada por Vidya junto a uma equipe de cinco pessoas, trabalha a partir do uso de tags e aprendizado de máquina, combinados com a biografia que os usuários criam para si.

Um teste realizado com 200 alunos de Stanford impulsionou o app e alcançou 10 mil downloads em todo o território norte americano, onde as pessoas estão interagindo com mais de 5 mil memes. Segundo a criadora, 90 mil matches foram dados. O algoritmo mostrou funcionar bem até agora, mas seu sucesso só vai ser aprovado quando algum casamento surgir.

Os usuários podem se interessar por tópicos específicos, como música ou viagens. Aos amantes do politicamente incorreto, existem divisões semelhantes quando se trata de humor negro. Até para pessoas que realmente amam trocadilhos. Todos são bem vindos.

A curadoria é feita pelo aplicativo que, apesar de estar em fase beta, tem moderação de conteúdo. Cerca de 200 memes são adicionados diariamente, enquanto outros são excluídos.

Recentemente, o Schmooze levantou US$ 270 mil em um financiamento inicial da Ulu Ventures para melhorar a plataforma. O app também tem ganhado notoriedade onde o seu público-alvo está: o TikTok.

Ainda que exista a concorrência com plataformas de namoro tradicionais, o aplicativo tem espaço para crescer na onda dos jovens que já não ligam tanto para a aparência, algo que os rivais impõem. O aplicativo está disponível apenas nos Estados Unidos.

Estadão
Publicidade
Publicidade