PUBLICIDADE

Musk pode se tornar primeiro trilionário do mundo em 2024 graças à SpaceX

Segundo projeção, empresário atingirá fortuna e US$ 1,38 trilhão nos próximos anos; empresa de exploração espacial seria o grande propulsor

20 mai 2022 11h02
| atualizado às 11h41
ver comentários
Publicidade

Com uma fortuna estimada em US$ 260 bilhões, Elon Musk pode se tornar o primeiro trilionário do mundo já em 2024. A estimativa é da empresa de software Tipalti Approve, que fez uma projeção sobre o crescimento da fortuna do empresário, altamente ligada às valorizações da Tesla e da SpaceX. O empresário vem ao Brasil nesta sexta-feira, 20, para se encontrar com o presidente Jair Bolsonaro.

"Desde 2017, a fortuna de Musk teve uma média de crescimento de 129% por ano, o que pode levá-lo ao clube do trilhão nos próximos dois anos, com uma fortuna estimada em US$ 1,38 trilhão", diz o relatório. Apesar da ótima fase da Tesla, o relatório aponta para a SpaceX como a chave para o sucesso do empresário. "A SpaceX gera receitas massivas ao cobrar governos e clientes comerciais para enviar coisas ao espaço, como satélites, suprimentos para a Estação Espacial Internacional (ISS) e pessoas", diz o estudo.

Atualmente, o modelo de transporte compartilhado de satélites da empresa oferece espaço no foguete Falcon 9 a partir de US$ 1 milhão para cargas de até 200 kg. Assim, a SpaceX se tornou a segunda maior empresa de capital fechado do mundo, avaliada em US$ 100 bilhões. Em abril de 2021, a empresa venceu a licitação de US$ 2,9 bilhões da Nasa para levar astronautas à Lua. Seria a primeira vez que humanos pisariam no satélite natural da Terra desde 1972.

Musk se tornou o homem mais rico do mundo em janeiro de 2021, quando ocupou o primeiro lugar do ranking da Bloomberg durante um breve período, ultrapassando Jeff Bezos. Atualmente, a fortuna de Musk é US$ 70 bilhões maior que a do fundador da Amazon. Segundo o estudo da Tipalti Approve, Bezos pode chegar ao clube do trilhão em 2030.

Essa não é a primeira vez que Musk é apontado como candidato a primeiro trilionário do mundo. Em outubro do ano passado, um estudo do Morgan Stanley também projetou que a SpaceX será responsável por levar o empresário ao posto - nenhuma data foi projetada na época. O relatório do Morgan Stanley afirma que a empresa de exploração espacial equivale a apenas 17% da fortuna atual do empresário — a valorização da companhia poderia aumentar substancialmente sua fortuna. Estima-se que Musk seja dono de metade das ações da SpaceX.

No ano passado, Musk foi escolhido como a Pessoa do Ano no tradicional ranking da revista Time. De acordo com a revista, ele foi eleito pela ambição de salvar o planeta por meio da Tesla e da SpaceX. Além disso, a Time destacou a maneira excêntrica de fazer negócios do bilionário, açulando o mercado de ações (como no caso da Gamestop, no início de 2021, ou incentivando a compra de criptomoedas).

Tesla bate recorde

Já nos primeiros meses de 2022, Musk teve mais motivos para comemorar. A Tesla reportou entregas recordes de veículos elétricos para o seu primeiro trimestre fiscal, divulgado em abril deste ano, embora sua produção tenha caído no mesmo período — a queda é resultado de problemas nas cadeias de fornecimento e pela paralisação de uma fábrica na China.

"Foi um trimestre excepcionalmente difícil por causa de interrupções na cadeia de fornecimento e a política de covid-19 zero da China", tuitou o CEO. A Tesla entregou 310.048 veículos no trimestre, um pequeno aumento em relação ao trimestre anterior, e crescimento de 68% em relação a um ano atrás. Wall Street esperava entregas de 308.836 carros, segundo dados da Refinitiv. Os resultados devem impulsionar ainda mais a companhia — ela já vale US$ 1,12 trilhão.

Mais valiosa montadora do mundo, a Tesla aumentou as vendas mesmo ao enfrentar problemas na cadeia de abastecimento gerados pela pandemia — a performance foi melhor do que a de seus concorrentes.

Uma nova fábrica em Xangai, na China, ajudou a impulsionar o crescimento, mas um pico recente de casos de covid-19 na China forçou a companhia a suspender a produção temporariamente. /COM INFORMAÇÕES DA REUTERS

Estadão
Publicidade
Publicidade