1 evento ao vivo

Fundador diz que Whatsapp não chegará a tablets e nem computadores

Durante encontro em Barcelona, Jan Koum também disse que vai duplicar número de funcionários na empresa

25 fev 2014
12h20
atualizado às 12h30
  • separator
  • 0
  • comentários

O fundador do Whatsapp, Jan Koum, anunciou nesta terça-feira os planos da companhia de duplicar neste ano seu número de empregados e afirmou que o serviço de mensagem instantânea não chegará a tablets e nem computadores.

Koum, que participou do encontro de empreendedores 4YFN, realizado na cidade de Barcelona de forma paralela ao Mobile World Congress, explicou que a economia está buscando engenheiros para chegar, pelo menos, a um elenco de trabalhadores de 100 pessoas.

O empreendedor, que recentemente vendeu o Whatsapp ao Facebook por US$ 19 bilhões, explicou que a simplicidade é uma característica inerente ao serviço de mensagem que fundou.

Por isso, o Whatsapp não chegará nem a computadores e nem a tablets, já que Koum considera que o telefone é o único dispositivo realmente pessoal e que receber notificações simultâneas por diversos canais é "fastidioso".

Com relação ao processo de negociação da aquisição por parte do Facebook, Koum comentou que esse tipo de processo não tem nada de "sexy".

Nesse contexto, o fundador explicou que o processo consiste basicamente em ver quão alinhadas estão as duas companhias em sua missão e quais são os planos para o futuro.

EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade