5 eventos ao vivo

Hackers atacaram 21 principais empresas de jornalismo do mundo

Pesquisa foi realizada por dois engenheiros do Google

28 mar 2014
09h32
atualizado às 09h32
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>Ataques de hackers estariam ligados ou patrocinados por países</p>
Ataques de hackers estariam ligados ou patrocinados por países
Foto: Pawel Kopczynski / Reuters

Das 25 principais organizações jornalísticas do mundo 21 sofreram ataques de hackers patrocinados por países, aponta uma nova pesquisa de dois engenheiros do Google. De acordo com a Reuters, o documento foi apresentado pelos funcionários da empresa, Shane Hunter e Morgan Marquis-Boire, durante a conferência de hackers Black Hat, que acontece em Cingapura nesta sexta-feira. De acordo com os executivos, os ataques são lançados por hackers que trabalham ou apoiam algum governo, e tem como alvo específico jornalistas.

Ambos os pesquisadores negaram entrar em detalhes sobre como o Google monitora os ataques, mas eles disseram que “seguem os atores dos países que atacam os usuários da empresa”. O analista de segurança Ahskan Soltani informou mais tarde em seu perfil no Twitter que nove das 25 empresas globais de comunicação usam o Gmail, serviço de e-mail do Google, para hospedar o serviço – usuário do Gmail geralmente recebem uma mensagem com alerta dos ataques.

Um dos modos utilizados pelos hackers recentemente foi um formulário falso enviado à equipe de jornais no ocidente – Huntley aponta que hackers chineses são os responsáveis por esses ataques. Maquis-Boire ainda alerta que a pesquisa mostra que o número de ataques reportados por veículos de comunicação e jornalistas é menor que aqueles realizados pelos invasores. 

Veja também:

Como a Tesla fez de Musk a 2ª pessoa mais rica do mundo
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade