10 eventos ao vivo

Facebook é acusado de fornecer dados de usuários a fabricantes de smartphones

4 jun 2018
10h30
  • separator
  • 0
  • comentários

O Facebook está sendo acusado de violar o decreto de consentimento da Federal Trade Commission (FTC), de 2011, fornecendo a fabricantes de smartphones como Apple e Samsung o acesso aos dados dos usuários da rede social.

Mark Zuckerberg
Mark Zuckerberg
Foto: Aaron Bernstein / Reuters / Canaltech

Segundo informações do New York Times, ao menos 60 fabricantes obtiveram parceria com o Facebook nos últimos anos para que pudessem oferecer serviços como curtidas, conversas por mensagens, entre outros, sem a necessidade de um app.

Os acordos entre as empresas autorizavam que a rede social expandisse o seu alcance e permitisse que as fabricantes de smartphones fizessem suas ofertas dentro da plataforma. Ainda de acordo com a fonte, as empresas têm acesso a informações pessoais como preferências religiosas e políticas não só do próprio usuário, como também de seus contatos.

Em resposta ao jornal norte-americano, o vice-presidente de parcerias do Facebook, Ime Archibong, publicou o artigo "Porque nós discordamos do New York Times". No texto, ele afirma que a companhia criou APIs para fabricantes como Amazon, Apple, Blackberry, HTC, Microsoft e Samsung para que elas pudessem oferecer a rede social sem seus sistemas operacionais quando ainda não existiam aplicativos e nem lojas.

"Todas essas parcerias foram construídas com um interesse em comum: que as pessoas pudessem usar o Facebook em qualquer aparelho ou sistema operacional", conta Archibong.

O executivo ainda diz que as APIs são controladas pelo Facebook e que os contratos de parceria impediam que as informações fossem usadas por motivos além de recriar uma experiência com o Facebook, afirmando ainda que nenhum recurso podia ser usado sem permissão, e que todos foram aprovados por seus engenheiros.

"Ao contrário do que diz o New York Times, informações de amigos, como fotos, só estavam disponíveis em dispositivos quando a pessoa tomava a decisão de compartilhar seus dados com os amigos", conta.

O caso chegou até mesmo ao governo norte-americano, segundo o Endgaget. Zuckerberg está sendo acusado de mentir ao congresso sobre o usuário "ter o completo controle de quem pode ver seus dados no Facebook", referindo-se aos recentes depoimentos do CEO sobre o escândalo da Cambridge Analytica.

Em março deste ano, a FTC abriu uma investigação referente ao recente vazamento de dados de milhões de usuários para a campanha que elegeu Donald Trump presidente em 2016.

Canaltech Canaltech
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade