0

Sauditas podem ser presas por verificar o celular do marido

Punição para mulheres que verificarem o conteúdo do celular sem a permissão do marido pode ser a prisão, multa ou chicotada

13 mai 2016
12h22
atualizado às 12h23
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Mulheres da Arábia Saudita podem ser presas por verificar o conteúdo do celular do marido sem sua permissão. As informações são do site The Independent.

O advogado Mohammad Al-Temyat, que se identificou como um membro do Programa de Segurança Familiar, explicou que as acusadas serão processadas judicialmente por violação de privacidade, já que este não é um crime previsto nas leis islâmicas.

Foto: Dan Kitwood / Getty Images

Em entrevista a um jornal local, Al-Temyat disse que olhar o celular do marido sem seu consentimento é uma ofensa e que a decisão do juiz será baseada no dano causado à vítima. A punição poderá ser multa, prisão ou chicotadas, e, eventualmente, as três penalidades serão aplicadas.

O Programa de Segurança Familiar faz parte do Ministério do Trabalho e Desenvolvimento Social, que foi criado por meio de um decreto real e projetado para "melhorar o acesso aos serviços sociais e desenvolver as comunidades locais".

A questão está sendo fortemente debatida no país e já há campanhas no Twitter contra a medida. Em um debate na rede social, uma usuária escreveu que "o marido deve compartilhar sua privacidade para que o casal possa viver livre de suspeitas”.

Já outro internauta questionou o tratamento dado às mulheres na sociedade. “O que acontece quando um homem bate em sua esposa? Que tal um homem que não dá a sua mulher os seus devidos direitos? A lei deveria fazer algo sobre isso também”. 

 

Veja também:

O mistério das praias intocadas da Rússia que ficaram tóxicas de repente
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade