0

EUA oferecem US$ 45 milhões por oito líderes da Al-Qaeda

Grupo tentou explodir um avião americano em 25 de dezembro de 2009 e é responsável por um atentado suicida que deixou mais de 100 mortos na capital do Iêmen

14 out 2014
21h04
atualizado às 21h06
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>O chefe da Al-Qaeda na Península Arábica, Nasser al-Wahishi, é procurado junto de outros sete dirigentes do grupo armado</p>
O chefe da Al-Qaeda na Península Arábica, Nasser al-Wahishi, é procurado junto de outros sete dirigentes do grupo armado
Foto: Twitter

Os Estados Unidos anunciaram, nesta terça-feira, uma recompensa de US$ 45 milhões por oito dirigentes da organização Al-Qaeda na Península Arábica (AQPA), uma das mais procuradas por Washington.

O Departamento de Estado americano está disposto a oferecer US$ 10 milhões em troca de "qualquer informação que permita localizar" o chefe da AQPA, o iemenita Nasser al-Wahishi, e outros sete dirigentes desse grupo armado - destaca um comunicado do programa "Rewards for Justice" do Departamento.

O total da recompensa é de US$ 45 milhões.

Segundo o Departamento de Estado, a AQPA foi incluída em janeiro de 2010 na lista negra de "organizações terroristas estrangeiras" elaborada pelos EUA, devido a "vários ataques terroristas de grande envergadura contra o governo iemenita e contra os interesses americanos e estrangeiros", entre outros.

Washington ressalta que o grupo tentou explodir um avião americano em 25 de dezembro de 2009 e é responsável por um atentado suicida que deixou mais de 100 mortos em Sanaa, em maio de 2012.

O programa "Rewards for Justice" foi lançado em 1984 para coletar, em qualquer parte do mundo, informações que levem à captura de indivíduos considerados "terroristas" pelo governo americano.

Veja também:

A cachorrinha fiel que esperou por dias na porta do hospital até seu dono ter alta
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade