PUBLICIDADE

Itália vai enviar sistema de oxigênio à Índia

Tecnologia poderá ser utilizada para abastecer hospital tradicional ou de campanha; país asiático enfrenta seu pior momento na pandemia

28 abr 2021 13h35
| atualizado às 13h53
ver comentários
Publicidade
Cremação em massa de vítimas da Covid-19 em Nova Délhi, capital da Índia
Cremação em massa de vítimas da Covid-19 em Nova Délhi, capital da Índia
Foto: EPA / Ansa - Brasil

O primeiro-ministro da Itália, anunciou nesta quarta-feira (28) o envio de ajuda humanitária à Índia, que atravessa o pior momento da pandemia do novo coronavírus. "Oferecemos, através do Departamento de Defesa Civil, enviar um sistema de produção de oxigênio colocado à disposição pela Região do Piemonte e que poderá ser utilizado para abastecer um hospital tradicional ou de campanha. Também enviaremos uma equipe de pessoal especializado para garantir sua correta implantação", disse o premiê.

Segundo Draghi, a Itália "não deixará de oferecer seu apoio neste momento de dificuldade". Diversos países que vivenciam uma curva descendente na pandemia, como Reino Unido e EUA, além da União Europeia, já anunciaram ajudas humanitárias à Índia, que vem registrando mais de 300 mil casos e de 2 mil mortes por dia há uma semana.

Nesta quarta, o país teve seu maior número de óbitos notificados em 24 horas, com 3.293, além do recorde mundial de casos em um único dia, com 360.927. Com isso, o país já contabiliza 18 milhões de contágios pelo novo coronavírus e pouco mais de 200 mil vítimas na pandemia.

A capital Nova Délhi enfrenta escassez de oxigênio em hospitais e convive com cremações em massa para dar conta do crescente número de mortos.No último domingo (25), a Itália proibiu a entrada de viajantes que tenham transitado pela Índia nos 14 dias anteriores à viagem.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade