PUBLICIDADE

Grupo de Lima expressa "pleno respaldo" a movimento popular liderado por Guaidó na Venezuela

30 abr 2019 - 19h25
(atualizado às 20h10)
Ver comentários
Publicidade

O Grupo de Lima declarou nesta terça-feira "pleno respaldo" ao movimento popular liderado por Juan Guaidó e renovou o apelo às Forças Armadas da Venezuela para que manifestem lealdade ao autoproclamado presidente interino daquele país.

Reunião de líderes do Grupo de Lima em Santiago, Chile  
15/04/2019
REUTERS/Rodrigo Garrido
Reunião de líderes do Grupo de Lima em Santiago, Chile 15/04/2019 REUTERS/Rodrigo Garrido
Foto: Reuters

"Os governos de Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Honduras, Panamá, Paraguai, Peru e Venezuela, membros do Grupo de Lima, expressam seu pleno respaldo ao processo constitucional e popular empreendido pelo povo venezuelano, sob a liderança do presidente encarregado, Juan Guaidó."

Em comunicado, o grupo exigiu o respeito à vida e liberdade de todos venezuelanos, em particular os membros da Assembleia Nacional e líderes da oposição.

O grupo também exigiu que o presidente Nicolás Maduro encerre "a usurpação" para que se inicie uma transição democrática na Venezuela.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade