1 evento ao vivo

EUA pressionam Índia a parar de comprar petróleo venezuelano

10 mar 2019
12h59
atualizado às 13h13
  • separator
  • 22
  • comentários

Os Estados Unidos estão pressionando a Índia para que pare de comprar petróleo venezuelano, uma grande fonte de receita para o governo do presidente Nicolás Maduro, disse o principal representante de Washington para a Venezuela, enquanto o governo de Donald Trump ameaça mais sanções norte-americanas para cortar as linhas financeiras de Maduro.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump
08/03/2019
REUTERS/Jonathan Ernst
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump 08/03/2019 REUTERS/Jonathan Ernst
Foto: Reuters

"Nós dizemos que você não deveria estar ajudando este regime, você deveria estar do lado do povo venezuelano", disse Elliott Abrams à Reuters em uma entrevista.

A administração Trump deu a mesma mensagem a outros governos, disse Abrams, e fez um argumento semelhante para bancos estrangeiros e empresas privadas que fazem negócios com o governo de Maduro.

Abrams descreveu a abordagem dos EUA como "argumentando, persuadindo, exortando".

A pressão sobre a Índia vem em um momento no qual os Estados Unidos e seus aliados regionais, que apoiam o líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, ameaçam mais sanções para cortar o fluxo de receita para o governo de Maduro e forçá-lo a renunciar.

Washington vê Guaidó como o líder legítimo da Venezuela e impôs sanções ao setor petrolífero do país e anunciou congelamentos de ativos e proibições de viagens para os principais funcionários do governo.

O mercado indiano é crucial para a economia da Venezuela, porque historicamente tem sido o segundo maior cliente pagador em dinheiro do petróleo bruto do país, atrás dos Estados Unidos, que através de sanções contra Maduro entregou grande parte dessa receita a Guaidó.

As remessas de petróleo para a China, outro grande importador da Venezuela, não geram caixa porque vão pagar bilhões de dólares em empréstimos feitos a Caracas por Pequim.

As conversações sobre a Venezuela vêm à medida que as tensões comerciais aumentam entre Washington e Nova Déli, e quando os Estados Unidos também pressionam a Índia a deixar de comprar petróleo iraniano.

Os Estados Unidos planejam acabar com o tratamento comercial preferencial para a Índia, que permite a entrada com isenção de impostos de até 5,6 bilhões de dólares em suas exportações para os Estados Unidos.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 22
  • comentários
publicidade