PUBLICIDADE

Mundo

EUA devem suspender proibição de venda de armas à Arábia Saudita, diz jornal

Segundo o veículo, Washington já sinalizou à Arábia Saudita que estava preparada para suspender a proibição

26 mai 2024 - 14h39
(atualizado às 16h56)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Reprodução/iStock/rarrarorro

Os Estados Unidos devem suspender a proibição da venda de armas ofensivas à Arábia Saudita, potencialmente nas próximas semanas, informou o Financial Times neste domingo. 

Washington já sinalizou à Arábia Saudita que estava preparada para suspender a proibição, informou o jornal, citando uma pessoa familiarizada com o assunto. 

Pouco depois de assumir o cargo em 2021, Biden adotou uma postura mais dura em relação à campanha da Arábia Saudita contra os Houthis alinhados com o Irã no Iêmen e em relação ao histórico de direitos humanos de Riade, em particular o assassinato em 2018 do adversário político e jornalista do Washington Post, Jamal Khashoggi.

A Arábia Saudita, o maior cliente de armas dos EUA, irritou-se com essas restrições, que congelaram o tipo de vendas de armas que as administrações anteriores dos EUA tinha fornecido durante décadas.

O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, disse na quarta-feira que os EUA e a Arábia Saudita estão muito perto de concluir um conjunto de acordos sobre energia nuclear, segurança e cooperação em defesa, o componente bilateral de um acordo de normalização mais amplo com Riad e Israel.

No entanto, o levantamento da proibição da venda de armas ofensivas não estava diretamente ligado a estas negociações, disse o FT. 

A Casa Branca e o escritório de comunicação do governo da Arábia Saudita não responderam imediatamente a um pedido de comentários da Reuters.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade