PUBLICIDADE

Biden assume liderança na Geórgia e fica próximo da vitória

Candidato democrata cresce na reta final da campanha em Estados que vinham sendo liderados por Trump; se perder no Estado, Trump não tem mais chances de conquistar maioria no colégio eleitoral

6 nov 2020 07h24
| atualizado às 13h22
ver comentários
Publicidade

O candidato democrata Joe Biden virou o jogo na Geórgia em meio à acirrada disputa pela presidência dos EUA e agora lidera no Estado, com 917 votos a mais, e 99% dos votos apurados até agora. Ele está mais perto de conquistar a Casa Branca, mas o resultado ainda pode se reverter. Caso o resultado se confirme, Trump não tem mais chances de alcançar maioria no Colégio Eleitoral.

Foto: Reuters

Quem vencer na Geórgia leva 16 votos do Colégio Eleitoral. Somados aos 253 delegados que Biden já tem, se vencer ali, o democrata ficará a um voto do total necessário - 270 - para ganhar as eleições. Trump, com 214, ainda precisará de 40 votos.

A campanha de Donald Trump deve pedir a recontagem dos votos assim que a apuração na Geórgia acabar, além de entrar com novos processos judiciais desafiando a legalidade da apuração.

Dos seis estados que ainda não concluíram suas apurações, as atenções se voltam nesta sexta-feira para Geórgia, Pensilvânia e Nevada.

Além da Geórgia, onde a vantagem de Trump vem diminuindo nos últimos dois dias, e onde o candidato democrata assumiu a liderança na manhã desta sexta-feira, 6, ainda faltam cerca de 40 mil votos a serem contados no Estado, a maioria de centros urbanos perto de Atlanta, que tendem a votar nos democratas.

A vantagem de Donald Trump caiu também na Pensilvânia, para 18.042 votos, na manhã desta sexta-feira (6). A diferença no momento é de 0,27 ponto percentual (49,56% a 49,29%).

Dos quatro condados que ainda não encerraram a apuração no estado da Geórgia, três interromperam a contagem e prosseguem na sexta-feira, mas um ainda segue somando seus votos nesta madrugada.

Com 97% da apuração projetada na Pensilvânia, o atual presidente tem 3.285.965 votos, contra 3.267.923 de Joe Biden.

Há três horas, a vantagem do republicano era de 22.398 votos. Há dois dias, a vantagem de Trump na Pensilvânia era de 700 mil votos.

No Arizona, Estado onde vários veiculos projetavam vitória de Biden, cerca de 300 mil votos ainda precisam ser apurados, segundo a CNN. Biden tem uma vantagem de 47.052 votos.

Com 90% das urnas apuradas, Joe Biden tem 1.532.062 votos (50.1%), e Trump tem 1.485.010 (48.5). A vantagem de Biden é de 1,6 ponto porcentual.

A Carolina do Norte ainda pode, por lei, continuar contando votos que cheguem até o dia 12 - desde que eles tenham sido enviados até o dia 3.

O último estado a divulgar seus resultados, deve ser o Alasca, já que os votos por correio e os antecipados que foram depositados após o dia 29 de outubro só começarão a ser contados na próxima semana.

Estadão
Publicidade
Publicidade