PUBLICIDADE

Mundo

Em primeira mensagem de Natal como rei, Charles 3º fala sobre crise do custo de vida no Reino Unido

Pronunciamento foi marcado por mudanças de estilo; de pé, monarca britânico abordou questões sociais atuais.

25 dez 2022 - 13h13
(atualizado às 13h49)
Compartilhar
Exibir comentários
Pronunciamento foi marcado por mudanças de estilo; de pé, monarca britânico abordou questões sociais atuais
Pronunciamento foi marcado por mudanças de estilo; de pé, monarca britânico abordou questões sociais atuais
Foto: Victoria Jones / BBC News Brasil

O rei Charles 3º usou sua primeira mensagem de Natal como monarca britânico para falar sobre a crise do custo de vida no Reino Unido.

Ele falou da "grande ansiedade e dificuldade" para aqueles que lutam para "pagar suas contas e manter suas famílias alimentadas e aquecidas".

Enquanto discursava, sua voz era sobreposta por imagens de bancos de alimentos e ajuda aos sem-teto.

O pronunciamento foi gravado pelo rei na Capela de São Jorge, em Windsor, onde sua mãe, a rainha Elizabeth 2ª, e seu pai, o príncipe Philip, estão enterrados.

Também foi marcado por mudanças de estilo.

Charles 3º falou de pé, em vez de sentado atrás de uma mesa, como fazia sua mãe, e abordou questões sociais mais atuais.

Sua mensagem de Natal tocou em pontos envolvendo suas causas e crenças, como a preocupação com os desfavorecidos, a importância do serviço público e a abordagem multirreligiosa.

Mas a tradição não foi relegada a segundo plano. De dentro da capela e ao som de um canto coral, o rei falou sobre fé, esperança e a importância de servir ao próximo.

Logo no início, Charles 3º prestou homenagem à sua mãe, que morreu em setembro deste ano.

A falecida rainha foi pioneira no discurso do dia de Natal transmitido pela TV e usou o que se tornaria sua última mensagem no ano passado para falar sobre "passar o bastão" para a próxima geração.

Mais longeva monarca britânica da história, Elizabeth 2ª morreu de causas naturais aos 96 anos.

Apenas "membros ativos da realeza" apareceram nas imagens durante a transmissão do rei, incluindo a rainha consorte, Camilla, seu filho, o príncipe William, e a mulher, Kate, e seu irmão, o príncipe Edward, e a mulher, Sophie.

O outro filho de Charles 3º, o príncipe Harry, e sua mulher, Meghan, não foram citados. Seu outro irmão, o príncipe Andrew, também não foi incluído no pronunciamento. Harry e Andrew ainda mantêm seus títulos reais, mas não trabalham mais representando a monarquia britânica.

Em uma época de conflitos industriais e pressões financeiras, a mensagem do rei se concentrou naqueles que apoiam os necessitados.

"Gostaria de homenagear particularmente todas aquelas pessoas maravilhosamente gentis que tão generosamente doam comida ou fazem doações, ou o bem mais precioso de todos, seu tempo, para apoiar aqueles ao seu redor que mais precisam", disse o rei.

A mensagem foi acompanhada por fotos de instituições de caridade dando comida aos sem-teto e voluntários ajudando em um banco de alimentos.

O Palácio de Buckingham disse que os fundos doados após a morte da falecida rainha estavam sendo encaminhados a uma instituição de caridade que ajuda aqueles que não podem pagar as contas de energia.

O rei se reuniu com outros membros da realeza sênior em Sandringham, em Norfolk (Inglaterra), para o Natal, e antes compareceu ao tradicional serviço religioso do dia de Natal pela primeira vez como monarca.

Charles 3º elogiou os serviços de emergência que "trabalharam incansavelmente para manter todos nós seguros", professores e trabalhadores de saúde e assistência social.

Elizabeth 2ª foi pioneira no discurso do dia de Natal transmitido pela TV e usou o que se tornaria sua última mensagem no ano passado para falar sobre "passar o bastão" para a próxima geração
Elizabeth 2ª foi pioneira no discurso do dia de Natal transmitido pela TV e usou o que se tornaria sua última mensagem no ano passado para falar sobre "passar o bastão" para a próxima geração
Foto: PA Media / BBC News Brasil

O ano passado foi a última mensagem de Natal da falecida rainha, e Charles 3º lembrou o "amor e simpatia" que se seguiu à sua morte em setembro.

"O Natal é uma época particularmente comovente para todos nós que perdemos entes queridos", disse o rei.

De pé "perto de onde minha amada mãe, a falecida Rainha está sepultada com meu querido pai", ele falou da fé de Elizabeth 2ª em Deus e também de sua "fé nas pessoas".

A mensagem destacou o trabalho comunitário dos grupos religiosos, e o rei, além de afirmar sua própria crença cristã, estendeu isso a outras religiões.

Ele falou da "sincera solidariedade" demonstrada por "igrejas, sinagogas, mesquitas e gurdwaras (templos sikh)".

O rei descreveu ainda como ficou emocionado ao visitar o local de nascimento de Cristo em Belém: "Significou mais para mim do que posso expressar estar naquele local."

O discurso de Charles 3º segue uma tradição que remonta a 90 anos, com a primeira mensagem de Natal transmitida no rádio em 1932 por seu avô, o rei George 5º. A primeira transmissão televisionada foi apresentada por Elizabeth 2ª em 1957.

- Este texto foi publicado em https://www.bbc.com/portuguese/internacional-64091147

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade