0

Síria anuncia 11 mil libertações após anistia de junho

Mais de 200 mil pessoas estão nas prisões sírias desde que começou a guerra civil no país, em março de 2011

11 nov 2014
14h18
  • separator
  • comentários

Onze mil pessoas foram libertadas na Síria desde a anistia decretada em junho pelo presidente Bashar Al-Assad, indicou nesta terça-feira à AFP Ali Haidar, o ministro de Estado para a Reconciliação Nacional.

<p>O governo de Bashar Al-Assad anunciou em junho deste ano a anistia </p>
O governo de Bashar Al-Assad anunciou em junho deste ano a anistia
Foto: SANA / Reuters

Segundo a ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), mais de 200 mil pessoas estão nas prisões sírias desde que começou a guerra civil no país, em março de 2011.

Pela primeira vez, esta anistia, a mais importante desde que começou o conflito, segundo o regime, também beneficia os crimes definidos na lei antiterrorismo de julho de 2012, que tinha como objetivo condenar os rebeldes e os que combatem contra o regime.

No entanto, segundo o OSDH, o número de anistiados seria de apenas 7 mil pessoas, enquanto que conhecidos ativistas e defensores dos Direitos Humanos como Khalil Matuk e Mazen Darwiche continuam na prisão.

O conflito na Síria deixou até agora cerca de 195 mil mortos e nove milhões de refugiados.

Entenda os conflitos na Síria Entenda os conflitos na Síria : Confrontos começaram em março de 2011, se transformaram em guerra civil e já fizeram milhares de mortos e outros milhões de refugiados

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade