0

Civis armados atacam comboio da oposição na Venezuela

15 jan 2020
14h53
atualizado às 18h35
  • separator
  • 0
  • comentários

Um grupo de civis armados atacou um comboio de veículos que transportava políticos da oposição da Venezuela ao Congresso nesta quarta-feira, apoiando esforços recentes de aliados do presidente Nicolás Maduro, para impedir o líder opositor Juan Guaidó de comandar o Parlamento.

Líder da oposição venezuelana Juan Guaidó durante sessão da Assembleia Nacional da Venezuela, realizada em um anfiteatro de Caracas
15/01/2020 REUTERS/Manaure Quintero
Líder da oposição venezuelana Juan Guaidó durante sessão da Assembleia Nacional da Venezuela, realizada em um anfiteatro de Caracas 15/01/2020 REUTERS/Manaure Quintero
Foto: Reuters

Uma multidão de homens atacou os carros com cones de trânsito e pés de cabra e quebrou a janela de um dos carros, de acordo com um vídeo gravado por um membro da oposição de dentro do veículo. Depois o comboio se afastou às pressas, seguido por vários indivíduos em motocicletas.

O porta-voz de Guaidó disse que quatro líderes opositores estavam nos veículos, incluindo Carlos Berrizbeitia, segundo vice-presidente de Guaidó no Congresso. Ninguém ficou ferido.

No dia 5 de janeiro, tropas impediram Guaidó de entrar no Congresso e o Partido Socialista declarou o parlamentar aliado Luis Parra como chefe do Legislativo, permitindo que Maduro assumisse o controle de uma das instituições venezuelanas fora de seu alcance.

No mesmo dia, parlamentares opositores reelegeram Guaidó para um segundo mandato como chefe da Assembleia Nacional em um plenário separado, e mais tarde ele voltou ao Palácio Legislativo para presidir uma sessão. Guaidó rotulou Parra, que desertou da oposição depois de se envolver em um escândalo de corrupção em dezembro, como "um traidor."

Guaidó realizará a sessão parlamentar agendada para esta quarta-feira em El Hatillo, um subúrbio de Caracas, informou a Assembleia Nacional em sua conta de Twitter.

Veja também:

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade