PUBLICIDADE

Carro invade desfile de Natal e deixa 5 mortos nos EUA

Polícia de Waukesha disse a repórteres que uma pessoa suspeita está sob custódia e que o veículo foi recuperado cerca de 32 km do acidente

22 nov 2021 07h27
| atualizado às 16h56
ver comentários
Publicidade
Carro invade desfile de Natal e deixa 5 mortos nos EUA
Carro invade desfile de Natal e deixa 5 mortos nos EUA
Foto: REUTERS/Cheney Orr

Cinco pessoas morreram e mais de 40 ficaram feridas após um veículo SUV invadir um desfile de Natal em Waukesha, Wisconsin, nos Estados Unidos, neste domingo, 21. Não se sabe se o incidente tem relação com terrorismo.

O chefe de polícia de Waukesha, Dan Thompson, disse a repórteres que uma pessoa suspeita está sob custódia e que o veículo foi recuperado cerca de 32 km a oeste do local do acidente.

"Neste momento, podemos confirmar que cinco pessoas morreram e mais de 40 estão feridas. No entanto, esses números podem mudar à medida que coletamos informações adicionais", disse o Departamento de Polícia de Waukesha em sua página no Facebook.

Carro invade desfile de Natal nos EUA e mata 5 pessoas:

O presidente Joe Biden foi informado por assessores sobre os eventos, disse um funcionário da Casa Branca.

"A Casa Branca está monitorando de perto a situação em Waukesha e nossos corações estão com todos os que foram afetados por este terrível incidente. Entramos em contato com as autoridades estaduais e locais para oferecer qualquer apoio e assistência conforme necessário", diz nota oficial.

Fotos e vídeos de Waukesha circulando no Twitter mostraram carros de polícia e ambulâncias lotando uma rua enfeitada com luzes de Natal após o incidente, que ocorreu pouco depois das 16h30 (22h30 GMT). Pessoas agasalhadas contra o frio amontoadas nas calçadas enquanto o crepúsculo caía.

Em 2015, quatro pessoas morreram e 46 ficaram feridas em Stillwater, Oklahoma, quando uma mulher se chocou contra uma multidão que assistia ao desfile de volta ao lar de um time de futebol. Um caminhão foi deliberadamente dirigido a um mercado de Natal em Berlim, Alemanha, em 2016, matando 12 pessoas em um ataque vinculado ao Estado Islâmico. / Com informações da Reuters.

Estadão
Publicidade
Publicidade