7 eventos ao vivo

Biden e rei saudita conversam antes de publicação de relatório sobre morte de jornalista

25 fev 2021
21h03
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse ao rei Salman da Arábia Saudita nesta quinta-feira que trabalhará por laços bilaterais "mais fortes e transparentes possíveis", informou a Casa Branca, antecedendo à esperada publicação de um relatório de inteligência sobre o assassinato do jornalista saudita Jamal Khashoggi em 2018.

Presidente dos EUA, Joe Biden 
 25/2/2021   REUTERS/Jonathan Ernst
Presidente dos EUA, Joe Biden 25/2/2021 REUTERS/Jonathan Ernst
Foto: Reuters

O relatório é uma versão de uma investigação secreta que, segundo fontes, destaca o filho do rei, o príncipe da coroa Mohammed bin Salman, aprovando o assassinato de Khashoggi no consulado saudita em Istambul. 

Biden e Salman discutiram a segurança regional e outras questões, e o presidente norte-americano disse ao monarca saudita que "vai trabalhar para tornar a relação bilateral o mais forte e transparente possível", afirmou a Casa Branca. 

"Os dois líderes afirmaram a natureza histórica da relação", disse a Casa Branca em nota. O comunicado não mencionou o relatório sobre Khashoggi, um teste sobre a relação estreita que já dura décadas entre os dois aliados enquanto eles tentam trabalhar em conjunto para enfrentar a crescente influência do Irã no Oriente Médio.

Biden depois disse a jornalistas que a conversa telefônica, a primeira com o monarca desde sua chegada à Presidência, foi "boa". 

Uma pessoa familiarizada com a questão afirmou à Reuters que a publicação do relatório ocorreria após a conversa entre os dois líderes. A publicação também foi atrasada pois o príncipe da coroa, governante de fato do país, passou por cirurgia nesta semana, segundo disse a fonte. 

Veja também:

A hipnotizante erupção do vulcão Piton de la Fournaise
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade