PUBLICIDADE

Besouros tomam conta de cidade argentina durante calor; veja

Imagens mostram milhares de insetos em prédios, bueiros, praças, piscinas e parques

14 jan 2022 10h27
ver comentários
Publicidade
Cidade da Argentina foi tomada por milhares de besouros
Cidade da Argentina foi tomada por milhares de besouros
Foto: Twitter/InfoHuella

A cidade de Santa Isabel, na província de La Pampa, na Argentina, foi invadida por milhares de besouros nesta segunda-feira, 10. A presença dos insetos foi intensificada em meio a uma onda de calor que afeta todo o sul do continente.

A presença dos animais, chamados de "cascarudos" ou "bicho torito" em espanhol e popularmente conhecidos como "coró das pastagens" em português, não é atípica neste período do ano na região.

No fim de 2021 e nos primeiros dias de 2022, algum volume já era notado nos primeiros dias de dezembro. O calor intenso que atinge a região, porém, com temperaturas crescentes que beiram os 50ºC, pode ter causado uma "superpopulação" dos bichos, que são atraídos pela luz.

O volume de besouros surpreendeu os moradores e chegou a virar caso de polícia, com diversas ocorrências pedindo a retirada dos animais. Uma dessas ocorrências terminou com mais de cinco caixas lotadas dos bichos.

Imagens gravadas por moradores da região e compartilhadas nas redes sociais mostram os besouros tomando conta de diferentes lugares, como prédios, bueiros, caixas, praças, piscinas e parques.

O chefe do Departamento de Polícia de Santa Isabel, Omar Sabaidini, relatou que a quantidade de besouros causou danos a alguns imóveis.

"A quantidade que existe é impressionante. Em alguns casos, os telhados dos edifícios foram danificados. Na delegacia danificaram o forro e, em um estabelecimento comercial, o teto. Em um posto de gasolina, cobriram os ralos", disse Sabaidini em entrevista ao site Info Huella.

A meteorologista Cindy Fernández explicou, no Twitter, que, "há semanas, o oeste dos Pampas vive uma das piores invasões de besouros. Eles tendem a se reunir nas cidades por causa da luz e são muito irritantes e malcheirosos".

Cindy acrescentou que, para lidar com a peste, algumas cidades têm desligado a iluminação pública e acendido tambores de fogo para atrair os bichos. "Eles são inofensivos, mas voam incontrolavelmente e atingem com força tudo o que encontram. O número e o peso desses insetos podem danificar telhados e estruturas", escreveu Cindy.

Estadão
Publicidade
Publicidade