PUBLICIDADE

Lula posta foto com público duplicado em Salvador e vira alvo de adversários nas redes sociais

Ex-presidente participou de evento com apoiadores na capital baiana para comemorar a Independência do Brasil; equipe do petista diz que 'distorção' ocorreu em captação panorâmica

2 jul 2022 - 19h28
(atualizado às 21h16)
Ver comentários
Publicidade

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) publicou uma foto com público duplicado e virou alvo de críticos em redes sociais. A imagem retrata a caminhada em que o pré-candidato ao Palácio do Planalto participou em Salvador, neste sábado, 2, durante a comemoração da Independência do Brasil na Bahia. A foto levou a acusações de montagem para aumentar o público presente.

Ao Estadão, a assessoria de Lula afirmou que a duplicação consiste em uma "distorção em movimento" da foto panorâmica, que une diversos frames em uma só foto. Nas redes sociais, o pré-candidato do PT compartilhou uma imagem não panorâmica do evento e um vídeo pra justificar a sua versão dos fatos.

O ocorrido foi comentado pelo senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) em sua rede social. "Vazou mais uma foto da manifestação em apoio ao ex-presidiário", publicou ao lado de uma imagem com vários personagens vestindo a mesma roupa.

A deputada Carla Zambelli (PL-SP) também comentou o ocorrido. Em sua rede social, ela publicou um vídeo da agenda do presidente Jair Bolsonaro (PL) neste sábado em Salvador e legendou com a seguinte frase: "Aqui não tem Photoshop!". A deputada também marcou o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em uma outra duplicação sobre a suposta montagem de Lula e questionou: "Montagem para ludibriar o eleitor pode?"

A também deputada federal Bia Kicis (PL-DF) ironizou a duplicação afirmando que o ato de Lula teve a "maior concentração de gêmeos e trigêmeos da história do Brasil". Já o ex-secretário especial de Cultura Mario Frias (PL-SP) disse que o petista "não lota nem um quarteirão". "Difícil mentir, manipular e enganar a população com a internet. Não lotam um quarteirão e ainda tem a cara de pau de fazer montagem. Que decadência!."

Estadão
Publicidade
Publicidade