2 eventos ao vivo

Lagartas tóxicas infestam a Alemanha

5 jul 2019
18h02
atualizado às 20h20
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Semelhante à taturana oblíqua do Brasil, inseto europeu cujos pelos contêm toxina irritante tem se espalhado com força no verão alemão, provocando o fechamento de escolas, parques e piscinas.Lagartas com pelos tóxicos têm provocado transtornos em várias regiões da Alemanha durante o verão do hemisfério norte, provocando o fechamento de piscinas, escolas, restaurantes, parques e até mesmo trechos de autoestradas.

Animais domésticos que entrarem em contato com as toxinas da lagarta correm risco de morte.
Animais domésticos que entrarem em contato com as toxinas da lagarta correm risco de morte.
Foto: DW / Deutsche Welle

Conhecida como lagarta do pinheiro em Portugal ou lagarta-processionária - por causa do hábito de andar em grupo, normalmente liderada por outra lagarta -, o inseto tem infestado carvalhos na Alemanha em uma escala maior do que o esperado neste verão europeu.

Com pelos longos e finos ao longo do corpo, a lagarta, que tem entre três e quatro centímetros, contém uma toxina irritante que provoca erupções cutâneas, que podem durar semanas.

Os pelos também podem fazer com que as pessoas se sintam tontas ou febris e sofram com dificuldades respiratórias - que podem levar a ataques de asma em casos extremos. A lagarta é semelhante à extremamente tóxica taturana oblíqua encontrada no Brasil. Animais domésticos que entrarem em contato com as toxinas correm risco de morte.

Cidades e vilas no estado da Renânia do Norte-Vestfália, no oeste da Alemanha, estão sofrendo particularmente. Na semana passada, seis pessoas tiveram que passar por cirurgias oftalmológicas na cidade de Münster, no oeste do país, para remover os pelos da lagarta que ficaram presos em suas córneas.

Uma piscina em Dortmund está fechada desde o início de junho devido às lagartas e nove crianças em Mülheim tiveram que ser tratadas depois de sofrerem reações alérgicas durante um festival esportivo.

"É terrível em todos os lugares", disse Thomas Schwolow, administrador do município de Issum, onde várias árvores foram afetadas. "Seria ótimo se chovesse de modo que pelo menos todo os pelos nas folhas e no ar pudesse ser levado embora", acrescentou Schwolow.

Também há registro de infestacoes nos Estados de Brandemburgo, da Saxônia-Anhalt, de Baden-Württemberg e da Baviera. Em Nuremberg, os organizadores de um festival de rock tiveram que contratar uma empresa privada para remover os ninhos da laharta que infestaram cerca de 50 árvores onde o concerto deveria ser realizado.

Perto de Hamburgo, no norte da Alemanha, trechos da autoestrada A1 foram fechados por três noites em maio, para que os bombeiros pudessem tratar as árvores infectadas. As autoridades estavam temiam que os pelos da lagarta, que são quase invisíveis, pudessem afetar a saúde dos motoristas e moradores locais.

Calor tem provocado boom da lagarta

Várias administrações municipais trataram seus carvalhos preventivamente este ano. A cidade de Frankfurt chegou até mesmo a usar helicópteros para tratar centenas de acres de florestas, de acordo com o Frankfurter Allgemeine Zeitung.

Apesar dos esforços para evitar os ninhos, especialistas dizem que o clima quente e seco deste ano ajudou as populações de lagartas a explodirem.

As lagartas normalmente emergem no início de maio para se alimentarem e se transformarem em mariposas entre julho e setembro, mas as comunidades em toda a Alemanha continuam encontrando novos ninhos das larvas tóxicas ainda neste mês.

Exterminadores vestidos com roupas e máscaras de proteção foram despachados para remover os ninhos de lagartas das árvores. Alguns usam sprays, lanca-chamas e aspiradores especializados para remover os ninhos.

JPS/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube |

App | Instagram | Newsletter

Veja também:

China responderá a sanções dos EUA
Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade