PUBLICIDADE

Guilherme Mazieiro

Troca de ministra do Turismo deve acontecer até segunda-feira

Tensões sobre a permanência ou não de Daniela Carneiro à frente da pasta criou temor de que reforma tributária não fosse votada na quinta

7 jul 2023 - 05h01
Compartilhar
Exibir comentários
Daniela Carneiro deixará o Ministério do Turismo para dar lugar ao deputado Celso Sabino (União Brasil-PA).
Daniela Carneiro deixará o Ministério do Turismo para dar lugar ao deputado Celso Sabino (União Brasil-PA).
Foto: Divulgação / Estadão

O desfecho de uma das negociações mais enroscadas do governo Lula (PT) deve acontecer até segunda-feira, 10, quando a ministra do Turismo, Daniela Carneiro, deverá ser substituída pelo deputado Celso Sabino (União Brasil-PA). Este é o prazo que ministros do Palácio do Planalto trabalham, segundo apurou a coluna. 

Nesta quinta-feira, 6, após uma reunião entre Lula e a ministra, o ministro da Comunicação, Paulo Pimenta, disse a jornalistas que Daniela “permanece  ministra permanece à disposição do governo desempenhando a sua função e permanecerá enquanto o presidente entender. Não haverá nenhuma mudança no decorrer dessa semana”.

Por algumas horas, na tarde de quinta, o clima ficou tenso no Palácio do Planalto e quem acompanhava as negociações, relatou à coluna surpresa com a declaração, inclusive temendo que pudesse prejudicar votações de projetos econômicos do governo e a reforma tributária.

Pelo Congresso, a fala de Pimenta foi mal interpretada, como sinal de que a troca não aconteceria. Desde os embates e negociações com a bancada do União Brasil, esta seria a segunda vez que a ministra balançava, mas permaneceria no cargo com a chancela de Lula.

Horas depois das falas de Pimenta, o ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, divulgou uma nota corroborando a troca, e deixando claro que a mudança estava, de fato, definida.

“Hoje, o presidente Lula e eu recebemos, no Palácio do Planalto, a minha colega Daniela Carneiro, acompanhada do prefeito Waguinho. Na conversa, pudemos esclarecer as questões partidárias que motivam a troca no Ministério do Turismo, e a ministra demonstrou sua compreensão com a decisão do governo”, informou Padilha, em nota, ressaltando que a agradeceram pelo trabalho nestes seis meses.

Fonte: Guilherme Mazieiro Guilherme Mazieiro é repórter e cobre política em Brasília (DF). Já trabalhou nas redações de O Estado de S. Paulo, EPTV/Globo Campinas, UOL e The Intercept Brasil. Formado em jornalismo na Puc-Campinas, com especialização em Gestão Pública e Governo na Unicamp. As opiniões do colunista não representam a visão do Terra. 
Compartilhar
Publicidade
Publicidade