PUBLICIDADE

Guilherme Mazieiro

Após ter abandonado audiência, ministra da Saúde é chamada à Câmara pela 6ª vez

Reunião da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle aprovou convites a Nísia e mais três ministros por acordo em menos de oito minutos

4 dez 2023 - 15h55
(atualizado às 16h08)
Compartilhar
Exibir comentários
Nísia Trindade, ministra da Saúde, deverá voltar à Câmara para prestar esclarecimentos aos deputados
Nísia Trindade, ministra da Saúde, deverá voltar à Câmara para prestar esclarecimentos aos deputados
Foto: Bruno Spada/Agência Câmara / Estadão

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle aprovou um convite para que a ministra da Saúde, Nísia Trindade, dê esclarecimentos aos deputados por ter se retirado no meio de uma audiência que participava. Esta será a sétima vez que a ministra prestará esclarecimentos aos congressistas. Ela já esteve uma vez ao Senado e outras cinco vezes na Câmara.

Além da aprovação de Nísia Trindade foram convidados também outros três ministros: Silvio Almeida (Direitos Humanos e Cidadania), Marina Silva (Meio Ambiente e Mudança do Clima) e Renan Filho (Transportes).

A aprovação aconteceu em uma reunião que durou 7 minutos e 26 segundos, presidida pela deputada Bia Kicis (PL-DF). Ela anunciou ao microfone que os requerimentos de convocação foram transformados em convite. A convocação é quando as autoridades são chamadas à comissão sob pena de responsabilização, caso faltem sem uma justificativa adequada. Este tipo de medida é considerada politicamente mais dura, e por isso é comum os parlamentares passarem a um convite, ficando a autoridade comprometida a ir, mesmo sem ser obrigada.

A ministra da Saúde é um dos alvos preferidos da oposição, que aproveita para explorar bandeiras conservadoras, como aborto, e negacionistas, como a eficácia das vacinas.

Na semana passada, a ministra se levantou e deixou a audiência nesta mesma comissão, justificando que havia firmado um acordo para um tempo de permanência. A presidente da comissão, Bia Kicis (PL-DF) rebateu a ministra, dizendo que o acordo firmado era para que Nísia ficasse na sessão por mais uma hora. A sua saída provocou protestos da oposição e bate-boca entre os congressistas:

Deputados trocam xingamentos após ministra da Saúde deixar sessão na Câmara:

Veja as outras vezes em que a ministra da Saúde já foi chamada ao Congresso:

  1. 12 de abril, Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher
  2. 19 de abril, audiência conjunta das comissões de Saúde e de Defesa dos Direitos do Idoso
  3. 9 de agosto, Comissão de Fiscalização Financeira e Controle
  4. 13 de setembro, reunião conjunta das comissões de Saúde e de Previdência, Assistência Social, Infância, Adolescência e Família
  5. 25 de outubro, audiência pública conjunta das comissões de Assuntos Sociais e de Direitos Humanos no Senado
  6. 28 de novembro, Comissão de Fiscalização Financeira e Controle
Fonte: Guilherme Mazieiro Guilherme Mazieiro é repórter e cobre política em Brasília (DF). Já trabalhou nas redações de O Estado de S. Paulo, EPTV/Globo Campinas, UOL e The Intercept Brasil. Formado em jornalismo na Puc-Campinas, com especialização em Gestão Pública e Governo na Unicamp. As opiniões do colunista não representam a visão do Terra. 
Compartilhar
Publicidade
Publicidade