PUBLICIDADE

Globo tem 2 repórteres agredidos no exterior em uma semana

Tiago Eltz é ameaçado na rua, em Nova York, pouco depois de Leonardo Monteiro levar um soco enquanto trabalhava em Roma

8 nov 2021 09h01
| atualizado às 09h01
ver comentários
Publicidade
Tiago Eltz e Leonardo Monteiro foram vítimas de abordagens agressivas enquanto trabalhavam
Tiago Eltz e Leonardo Monteiro foram vítimas de abordagens agressivas enquanto trabalhavam
Foto: Reprodução

A previsível hostilidade contra a imprensa antibolsonarista na campanha de 2022 já começou. Alvo principal dos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, a Globo vê suas equipes de reportagem sob risco.

No domingo (7), o correspondente Tiago Eltz foi agredido verbalmente e ameaçado de agressão física ao cobrir a maratona de Nova York. O cidadão que o abordou na rua se identificou como “Carlos Curi”.

“Esse bundão da Globo, essa porcaria... Vou levar seu braço pra minha casa, seu bosta, seu otário”, disse. Enquanto gravava a ação, Eltz questionou o motivo dos xingamentos.

“Eu tô aqui trabalhando”, afirmou o jornalista. “Que trabalhando? Isso é trabalho, rapaz?... Um idiota... Grava mesmo, Carlos Curi, Carlos Curi... Arruma um trabalho direito”, disparou o homem.

Em post em seu perfil no Instagram, Tiago Eltz sugeriu tratamento psiquiátrico ao indivíduo. “Talvez alguém que saiba onde ele trabalha, ou conheça a família, pode encaminhar o vídeo e talvez ele possa receber ajuda. Ajuda, porque é isso que acho que precisa alguém que anda na rua ameaçando arrancar o braço de alguém que ele não conhece.”

A postagem foi curtida por vários jornalistas de TV, como Michelle Barros, Marcio Gomes, Cecília Flesch, Mariana Gross, Fabio Turci, Renata Capucci, Phelipe Siani e André Fran.

Foi o segundo correspondente da Globo e GloboNews a ser hostilizado em público em uma semana. No domingo, 31 de outubro, Leonardo Monteiro, baseado em Lisboa e enviado especial a Roma, levou um soco no estômago de um segurança que fazia a escolta do presidente Jair Bolsonaro.

O Grupo Globo contratou advogados na Itália para acompanhar o caso. Resta saber se a empresa tomará alguma atitude contra o homem que intimidou seu repórter em Nova York.

Os dois episódios antecipam o clima tenso e potencialmente perigoso para jornalistas na cobertura das eleições do ano que vem. Veículos de comunicação vistos como antibolsonaristas estarão na mira de apoiadores radicais do presidente.

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
Publicidade
Publicidade