PUBLICIDADE

Na Globo, Fernanda Montenegro critica Bolsonaro: “Trágico”

Atriz reforça oposição ao presidente, se coloca contra a reeleição e diz que está pior agora para os artistas do que na ditadura

8 nov 2021 08h12
| atualizado às 08h13
ver comentários
Publicidade
Fernanda Montenegro acredita que Bolsonaro governa apenas interessado na reeleição
Fernanda Montenegro acredita que Bolsonaro governa apenas interessado na reeleição
Foto: Reprodução

No ‘Fantástico’, Fernanda Montenegro, 92 anos, nova imortal da Academia Brasileira de Letras, criticou Jair Bolsonaro. A repórter Sônia Bridi destacou trecho de carta enviada pela atriz ao então presidente José Sarney, o primeiro civil a ocupar o Palácio do Planalto após o fim da ditadura militar, quando ela recusou convite para ser ministra da Cultura.

“Pobre do País cujo governo despreza, hostiliza e fere seus artistas. Esse Brasil acabou”, leu a jornalista. “Não acabou”, corrigiu Fernanda. “Nós estamos numa hora trágica. É um momento tão pesado, sabe? Mas vai acabar. Uma hora acaba.”

Bridi questionou se a atriz vê paralelo entre a hostilidade contra a cultura no atual governo e a repressão aos artistas nos anos de chumbo. “É pior, porque (agora) veio pelo voto. Há uma organização política, tradicional, que opta por essa calamidade, essa tragédia. Acho que em todo governo de força, a primeira coisa é estrangular a cultura das artes”, respondeu Fernanda.

A repórter da Globo perguntou se há “uma saída”. “O tempo”, afirmou a grande dama da TV, do teatro e cinema. “O Brasil provou que não pode ter reeleição presidencial. Foi comprovado que a reeleição presidencial exige compra, venda e aluguel do poder político.”

Fernanda Montenegro revelou sentir um desassossego com a realidade. “Às vezes eu tenho a impressão que temos um País lá em Brasília que coloniza o Brasil aqui embaixo”, disse.

Não é a primeira vez que a atriz se manifesta contra o Bolsonaro. Ela tem feito críticas recorrentes, como aconteceu em outubro de 2019, no programa ‘Conversa com o Bial’, também na Globo.

“Nossa política, às vezes, é tão agressiva, ligada a uma censura ideológica, política, religiosa”, reclamou na ocasião. “A censura maior está na cultura das artes porque (certos políticos) têm medo da liberdade de expressão. Sem liberdade de expressão não há arte nenhuma. Nada, nada, nada.”

Dias atrás, Fernanda Montenegro sinalizou não aprovar uma possível volta de Lula à Presidência.

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
Publicidade
Publicidade