PUBLICIDADE

SP: Debate tem 'tabelinha' entre Haddad e Tarcísio, temas nacionais e embate entre PT e PSDB

Último debate entre os candidatos ao governo de São Paulo foi realizado nesta terça-feira, 27.

27 set 2022 - 23h41
(atualizado em 28/9/2022 às 03h33)
Compartilhar
Exibir comentários
Candidatos ao Governo de São Paulo participam de último debate antes do 1º turno
Candidatos ao Governo de São Paulo participam de último debate antes do 1º turno
Foto: Globo

No último debate entre os candidatos ao governo de São Paulo, realizado nesta terça-feira, 27, Fernando Haddad (PT) e Tarcísio de Freitas (Republicanos) fizeram uma 'tabelinha', se juntando para criticar a gestão de João Doria e do atual chefe do Executivo paulista, Rodrigo Garcia (PSDB), postulante à reeleição.

O debate, realizado pela TV Globo também foi marcado por temas nacionais e pelo embate entre PT e PSDB, e contou com a presença dos candidatos Elvis Cezar (PDT) e Vinicius Poit (Novo).

Foram convidados os candidatos de partidos com representação no Congresso Nacional de, no mínimo, cinco parlamentares, e sem impedimento na Justiça, seja eleitoral ou comum.

Rodrigo Garcia (PSDB), Tarcísio de Freitas (Republicanos), Vinicius Poit (NOVO), Elvis Cezar (PDT) e Fernando Haddad (PT) participaram de debate ao governo de SP na TV Globo
Rodrigo Garcia (PSDB), Tarcísio de Freitas (Republicanos), Vinicius Poit (NOVO), Elvis Cezar (PDT) e Fernando Haddad (PT) participaram de debate ao governo de SP na TV Globo
Foto: Fabio Rocha/Globo

'Tabelinha'

No primeiro bloco, Haddad e Tarcísio fizeram perguntas um ao outro, envolvendo temas como a geração de emprego e investimentos em infraestrutura no Estado. As respostas foram marcadas pela nacionalização de temas como obras inacabadas e investimentos em infraestrutura. 

Fernando Haddad mencionou ações que tomou quando atuou como Ministro da Educação de governos petistas e como Prefeito de São Paulo, além de medidas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), enquanto Tarcísio de Freitas exaltou ações do governo de Jair Bolsonaro (PL).  

"Nós tivemos compromisso com a população, compromisso que faltou na gestão do Rodrigo e do Doria, que aumentaram impostos, fecharam empresas, muitos empreendimentos foram embora de São Paulo", afirmou o ex-ministro da Infraestrutura de Jair Bolsonaro (PL).

“Você é o único dos cinco candidatos que defende o governo Bolsonaro. O governo Bolsonaro agiu mal na pandemia, sobretudo com a vacina. O governo Bolsonaro age mal com os programas sociais, corta Minha Casa Minha Vida, Farmácia Popular, merenda escolar”, afirmou o petista, que também apontou a necessidade de cooperação entre os governos federal e estadual, citando a briga política entre o ex-governador João Doria e Bolsonaro.

Rodrigo Garcia reagiu às acusações dos adversários: "Vocês estão vendo a briga política instalada. Um pendura no Lula, outro no Bolsonaro, e ninguém pensa em São Paulo."

Embate PT x PSDB

Sem confronto direto entre Haddad e Garcia, ambos se provocaram durante interações com outros candidatos. O atual governador, inclusive, se irritou por não ter sido perguntado pelo petista. "Fernando Haddad não tem coragem de fazer pergunta diretamente a mim. Tem medo", disse Garcia, acrescentando que o petista teria medo de enfrentá-lo no segundo turno.

Em pergunta para outro candidato durante o debate, Haddad também aproveitou para criticar Rodrigo, afirmando que ele não mostra quem é. "Você fez um mal governo com Doria e esconde o Doria. Fez um mal governo com Pitta", disse.

Outras provocações

O episódio em que Tarcísio de Freitas não soube responder onde é o seu local de votação, também foi relembrado no debate. Elvis Cezar abriu o terceiro bloco pedindo para que Tarcísio ficasse tranquilo, já que não iria perguntar sobre o seu local de votação. Tarcísio esboçou um sorriso antes de responder, de forma ensaiada. "Esquecer local de votação a gente pode até esquecer. Não podemos esquecer das pessoas", disse Tarcísio.

Já Poit relembrou uma fala polêmica do ex-presidente Lula para atacar Haddad. "Caipira do interior de São Paulo é ignorante?", questionou Poit ao fazer referência a declaração de Lula no Programa do Ratinho. Na ocasião, o ex-presidente comparou Bolsonaro a um capiau do interior de São Paulo, chamando o adversário de ignorante.

Pesquisa Ipec

Nova rodada de pesquisa Ipec, divulgada nesta terça, apontou que Haddad possui 34% das intenções de voto, seguido de Tarcísio, com 24%, e Garcia, com 19%.

Em relação à pesquisa de 20 de setembro, o novo levantamento aponta que Tarcísio oscilou dois pontos para cima, assumindo a segunda posição na corrida pelo governo do Estado. Haddad manteve os 34% de intenção de voto, enquanto Rodrigo oscilou de 18% para 19%. 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade